Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Dia das crianças

Dicas de como decorar ambientes infantis

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
09 out 2021 às 10:00
Continua depois da publicidade

Um quarto de criança não deve ser, necessariamente, infantil. Dentre suas características, respeitar a personalidade do jovem morador e, ao mesmo tempo, criar um espaço que possa acompanhar sua evolução e desenvolvimento durante os anos é essencial. Pensando nisso, e com a aproximação do Dia das Crianças (12), as arquitetas Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto, do escritório Tesak Arquitetura, reuniram diversas dicas sobre como ter ambientes estimulantes e perfeitos para os pequenos. "Quando pensamos em um quarto de criança, ou até mesmo em um cantinho de estudos ou brinquedoteca, é essencial ter um espaço funcional, que deixe tudo à mão, e que não seja datado", opinam as arquitetas.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Segundo a dupla da Tesak Arquitetura, alguns cuidados são essenciais em ambientes infantis. "Em primeiro lugar, é importante lembrar que o espaço deve ser projetado para elas, então tudo tem que estar na altura das mãos", dizem. Por isso, prateleiras, ganchos e nichos baixos ajudam na organização e, ainda, garantem liberdade na hora de brincar, deixando que as crianças tenham autonomia. "Assim, também se estimula o senso de organização, permitindo que elas mesmas guardem os brinquedos depois de usar", afirmam. Na mesma toada, deixar livros na altura dos olhos e com a capa visível é uma boa alternativa. E, também para organizar, caixas com rodízios são uma ótima alternativa, permitindo também uma flexibilidade de layout interessante para esses tipos de espaço.

Continua depois da publicidade


Móveis funcionais também fazem toda a diferença para criar um ambiente estimulante. "A aposta perfeita é naquelas peças versáteis e resistentes, que possam durar vários anos e acompanhar o desenvolvimento da criança", opinam Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto, que complementam. "Seja em um quarto, seja em uma brinquedoteca, é importante ter um cantinho destinado ao estudo ou a atividades lúdicas, como arte". Assim, pensar em uma boa mesa ou escrivaninha com luminária e investir nos itens necessários - como uma lousa, por exemplo - são uma boa pedida. "Nesse cantinho e em todo o quarto, é importante trazer itens da personalidade da criança. Mas, para peças maiores, opte por aquelas mais neutras, que não vão ficar infantis demais com o crescimento da criança", explicam.


Em questão de decoração, é impossível não pensar em quarto de criança sem se lembrar das cores."Papeis de parede são sempre ótimos, pois conseguem trazer alegria para o ambiente e podem ser facilmente substituídos", afirmam. Mas quando a escolha é por tinta, as profissionais da Tesak Arquitetura indicam escolher uma paleta de no máximo três cores, para manter a harmonia. "Adesivos também podem ser escolhidos para trazer personalidade às paredes, assim como a tinta de lousa, que transforma a superfície em um espaço lúdico", opinam.

Continua depois da publicidade


Segurança, sempre


Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto relembram que as adaptações para espaços com crianças vão além da estética. "Crianças correm, brincam no chão, então tomar cuidado com a segurança é sempre primordial", explicam. Por isso, atenção especial para os pisos: aqueles que não escorregam e possuem superfície sem desníveis são os melhores, como vinílicos e madeira. "Eles podem receber tapetes aconchegantes, para que as crianças fiquem confortáveis ao brincar", dizem. Mobiliários com cantos arredondados também são uma boa escolha, mas, no caso de quinas, muitas vezes é importante optar por protetores de silicone. "Também é importante deixar a circulação livre, especialmente para as brincadeiras", alertam.


Quando o assunto é materiais, optar por aqueles fáceis de limpar é essencial. "Evite sempre o vidro, que pode causar acidentes". Se houver eletrônicos, uma opção é proteger os fios e não deixá-los aparente, ao passo que as tomadas podem receber protetores próprios.


Continue lendo