Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Pixabay
Continua depois da publicidade
Jardinagem

Saiba como plantar tomates em estufa

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
03 out 2019 às 08:17
Continua depois da publicidade

A plantação de tomates em estufa se tornou uma importante alternativa para os produtores e para aqueles que, mesmo sem muita estrutura, querem cultivar a fruta no quintal de casa. Com a proteção das plantas contra chuvas e um manejo adequado da temperatura, é possível criar o ambiente mais favorável, permitindo frutos de qualidade e maior produtividade.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

"A escolha pela estufa permite que os agricultores façam até dois ciclos de plantio”, ressalta Ricardo Mikami, engenheiro agrônomo e gerente de vendas da Horticeres Sementes.


Para que a plantação dos tomates em estufa seja um sucesso, é preciso seguir alguns passos, que foram organizados e listados abaixo.


Como primeiro passo, é importante que o produtor selecione a área a ser cultivada com antecedência, dando preferência aos locais onde não foi cultivada alguma solanácea (plantas que incluem ervas, arbustos e árvores tropicais). Caso não seja possível, é fundamental analisar o histórico da incidência de algumas doenças de solo da produção anterior.


Após definir a área, retire amostras do solo para a análise, com o objetivo de conhecer suas condições químicas e estabelecer as necessidades de aplicação de calcário, matéria orgânica e fertilizante.

Continua depois da publicidade


No terceiro passo, para obter informações sobre a exigência nutricional das plantas em seus diferentes estágios fenológicos e, consequentemente, auxiliar o programa de adubação, analise criteriosamente a curva de absorção de nutrientes da cultura - item que pode ser encontrado com facilidade por meio de pesquisas na internet.


Todas as etapas de preparo do solo devem ser feitas com antecedência com muito critério: calagem (quando necessário), matéria orgânica e fertilizantes com macro e micronutrientes.


O penúltimo passo é utilizar mudas de qualidade oriundas de viveiros profissionais, evitando disseminação de doenças e garantindo melhores resultados de produtividade dos tomates.

Por último é importante lembrar que o produtor deve sempre escolher o espaçamento em função do sistema de condução, época do ano e estrutura da estufa.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade