Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Nesta quinta

Cine Com-Tour recebe esta semana drama sobre ditadura chilena

Redação Bonde com Assessoria de imprensa
28 set 2016 às 15:21
Continua depois da publicidade

A Casa de Cultura e Divisão de Cinema e Vídeo recebe no cine Com-Tour/UEL nesta quinta-feira (29) até 12 de outubro o drama 'No' (2012). Com direção de Pablo Larrain e atuação do célebre Gael García Bernal, o filme acontece no final dos anos 80 e tem enredo político. Através do personagem de Bernal, René Saavedra atuará contra a ditadura imposta pelo governo de Augusto Pinochet, ajudando o Chile a se ver livre da tirania do ditador.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Cássio Starling Carlos, do jornal 'A Folha de São Paulo', faz suas observações acerca da trama. "Ditaduras da América Latina, torturas, desaparecidos políticos e resgates da memória de suas vítimas tornaram-se temas tão recorrentes em filmes brasileiros, argentinos e chilenos recentes que é difícil evitar a impressão de assunto gasto, apesar de respeitável. 'No', ao contrário, mostra o quanto essa questão só se esgota quando tratada como um conteúdo valoroso por si ou como acerto de contas. O longa refaz cada momento-chave dessa situação, apresenta os interesses em jogo e, como deixa claro no título, toma partido, não segue os passos da suposta neutralidade das ficções 'baseadas em fatos reais'."

Continua depois da publicidade



O longa será exibido nas sessões das 16h e às 20h30, todos os dias da semana. Têm direito à meia-entrada estudantes, professores de rede pública, aposentados e servidores da UEL. Os ingressos custam R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia).


Confira sinopse e trailer

Continua depois da publicidade


Chile, 1988. Pressionado pela comunidade internacional, o ditador Augusto Pinochet aceita realizar um plebiscito nacional para definir sua continuidade ou não no poder. Acreditando que esta seja uma oportunidade única de pôr fim à ditadura, os líderes do governo resolvem contratar René Saavedra (Gael García Bernal) para coordenar a campanha contra a manutenção de Pinochet. Com poucos recursos e sob a constante observação dos agentes do governo, Saavedra consegue criar uma campanha consistente que ajuda o país a se ver livre da opressão governamental.



Continue lendo