25/02/21
PUBLICIDADE
Igreja católica

Papa confessa tristeza ao ver viagens de férias durante lockdown

Ansa
Ansa


O papa Francisco confessou neste domingo (3) estar "entristecido" por ver diversas pessoas pensando no seu bem-estar, nas suas férias, enquanto outros sofrem neste momento em que o mundo inteiro é afetado pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), que já provocou a morte e contaminação de milhares de pessoas.


Durante a oração do ângelus na biblioteca do Palácio Apostólico, com transmissão online, o Pontífice criticou as atitudes egoístas da sociedade e questionou as viagens de férias nos países em confinamento para conter a disseminação da Covid-19.

"Li nos jornais uma coisa que me entristeceu bastante: num país, já não me lembro qual, para fugir do lockdown e fazer férias, saíram, numa tarde, mais de 40 aviões", relatou. "Estas pessoas, que são pessoas boas, não pensaram nos que ficavam em casa, nos problemas econômicos de tantas pessoas que o confinamento deitou por terra, nos doentes?… Só em fazer férias, desfrutar o próprio prazer. Isto me deixou muito triste", acrescentou.

Nos últimos dias, imagens de aglomerações em diversas partes do mundo, inclusive no Brasil, foram registradas durante as festas de Ano Novo e o período de férias, mesmo com os países adotando medidas restritivas.

Segundo o argentino, a verdade é que "existe a tentação de tomar conta apenas dos seus próprios interesses, continuar a fazer guerra, por exemplo, concentrar-se apenas na questão econômica, viver em busca de apenas satisfazer o próprio prazer".

Apesar de condenar essas atitudes, Jorge Bergoglio fez um apelo para que o ano de 2021 seja marcado pela atenção aos mais necessitados, em particular os atingidos pela pandemia, e cuidado com a natureza.

"Não sabemos o que 2021 nos reservará, mas o que cada um de nós e todos juntos podemos fazer é empenhar-nos um pouco mais para tomar conta uns dos outros e da criação, a nossa casa comum", pediu.

Para ele, "as coisas vão correr melhor na medida em que, com a ajuda de Deus, trabalharmos juntos pelo bem comum, colocando no centro os mais fracos e desfavorecidos".

Por fim, o líder da Igreja Católica enviou uma mensagem aos que começam o novo ano "com maiores dificuldades: os doentes, desempregados, os que vivem situações de opressão e exploração".

"Renovo a todos os meus melhores votos para o ano que acaba de começar. Como cristãos, fujamos da mentalidade fatalista ou mágica", apelou.
Ansa Brasil
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
'Seguro da fertilidade'

Tire suas dúvidas sobre o processo de congelamento de óvulos que Gabriela Pugliesi se submeteu

25 FEV 2021 às 19h15
Sonhos

O que significa sonhar com discussão?

25 FEV 2021 às 17h15
Moda crescente

Bandana vira acessório indispensável do BBB e causa revolta nas redes sociais

25 FEV 2021 às 14h58
Novamente

MP cobra higienização e medidas contra aglomeração nos ônibus de Londrina

25 FEV 2021 às 11h57
Entenda

Legislação brasileira não prevê toque de restrição, afirma jurista

25 FEV 2021 às 09h24
Entenda

TikTok derrubou 7,5 milhões de vídeos no Brasil no segundo semestre

25 FEV 2021 às 09h04
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados