Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Entenda

6 sinais de que você está passando por um despertar espiritual

WeMystic Brasil
20 ago 2021 às 09:03
Continua depois da publicidade

Você provavelmente já ouviu falar em "despertar espiritual”. Mas o que exatamente isso significa? Uma transformação total na vida, talvez? De certa forma, sim. Afinal, esse é um processo que tem início a partir do momento em que uma pessoa dá um passo para trás e começa a observar sua própria existência sob um novo olhar, uma nova perspectiva.

Continua depois da publicidade


Quantas vezes você, em toda a sua trajetória, já cometeu erros, e hoje, mais sábio e evoluído, olha para o passado envergonhado e culpado das coisas que disse e fez? Isso não deixa de ser um despertar, ainda que a culpa e a vergonha não devam fazer parte do pacote.

Continua depois da publicidade


Nirvana, iluminação, bênção, chame como quiser. A verdade é que o despertar espiritual traz à tona um novo sentido de pertencimento ao mundo; às relações em comunidade, à individualidade e espiritualidade de modo geral.


Além disso, é comum que questionamentos como "quem sou eu?”, "qual é o sentido da vida?”, "por que pessoas boas também sofrem?”, passem a perturbar a sua mente a partir do momento em que algo desperta dentro de você para um bem maior.
Sim, você está acordando para a vida — por mais que você não esteja mais na flor da idade! E existem sinais muito claros que evidenciam esse processo, como os que iremos apresentar logo a seguir. Você não está só!

Continua depois da publicidade


Sinais de que você está passando por um despertar espiritual


Para uns, um suave percurso rumo à plenitude; para outros, um caminho às profundezas, enquanto a luz lentamente os resgata. Quando o despertar espiritual bate à porta, não há quem te traga de volta. É preciso atender ao chamado, compreender os sinais e encará-lo de frente, pois a vida após esse processo é indescritível, irreversível, incomparável, e não há mais como olhar para trás.


Aqui, listaremos apenas 6 dos sinais que evidenciam que você está passando por esse processo, mas existem muitos outros por trás (que poderíamos passar dias discorrendo sobre); mas que você saberá como identificar, com sensibilidade, intuição e humildade.


1. Você começa a reavaliar seus comportamentos


Um dos primeiros sinais de que você está em um despertar espiritual é a reavaliação dos seus hábitos e comportamentos. Talvez, até agora, você esteja vivendo no piloto automático, sem prestar atenção às coisas que te fazem mal — ou que prejudicam o próximo.


Em alguma manhã, depois de acordar de ressaca, você vai começar a se questionar: por que eu estou fazendo isso comigo mesmo? Ou, depois de bater a porta ao discutir com alguém, você prontamente vai começar a refletir sobre o motivo de ter agido de tal forma.


E, aos poucos, essas reflexões pós-ação começarão a ser mais presentes, mais focadas, e você saberá o momento exato de evitar um arrependimento.


No próximo final de semana, você terá um copo d’água ao lado da sua cerveja. Na próxima discussão, você se afastará gentilmente até se acalmar. E está tudo bem!


Essa reavaliação se estende a muitos outros aspectos, como a sua dificuldade para se levantar logo que o despertador toca, a sua dieta, a prática regular de exercícios físicos, a sua relação com seu próprio corpo... tudo é um processo, e você está nele.


2. Você já não se encaixa em padrões


Como você era enquanto adolescente? Pense um pouco sobre isso. E depois dos 20 anos? Mudou muita coisa? Você pode até tentar se encaixar num padrão por meio das roupas que você veste, do carro que dirige, do seu posicionamento político, suas preferências literárias e musicais, mas o despertar traz um novo sentido à essa superficialidade material e intelectual.


Outro sinal é começar a deixar para lá essas questões, e focar naquilo que realmente importa. Quem é você, na sua essência? Bom, talvez você seja introspectivo, tenha dificuldades em chegar no horário, seja intolerante à lactose, tenha um imenso amor por gatos, e ninguém tem nada a ver com isso!


A partir do momento em que você se torna mais consciente sobre si mesmo, as opiniões alheias pouco importam. Elas continuam ali, mas você se sente capaz de ir além.


3. A morte já não te assusta mais


Bom, a morte é a única certeza que temos na vida, então por que temê-la? Pensar nos momentos finais apenas nos distancia do aqui e do agora, do ar que entra em nossos pulmões, dos pensamentos que mudam nosso destino — da missão que você foi designado a cumprir aqui no plano físico.


A partir do momento em que você aceita a morte como inevitável, a paz se torna presente, o medo se esvai, e a vida terrena flui como deve ser. Transcender sim para outro plano, mas isso é outro assunto, e agora você está aqui, encarnado, e é isso que importa.


4. Você perdeu o interesse por diversos assuntos — e ganhou outros


Os filmes que você costumava assistir já não têm mais o mesmo efeito, as letras das músicas que você ouvia perderam o sentido, seus amigos parecem não falar mais a mesma língua e agora tudo parece meio deslocado. Talvez você confunda isso com sintomas de depressão, mas às vezes você simplesmente está passando pela parte mais "obscura” do despertar espiritual.


Esse é um processo completamente normal, desde que outros sinais venham acompanhados (mas quando a tristeza surge em combinação, procure sempre uma assistência psicológica especializada).


Talvez hoje em dia você esteja mais interessado em assuntos que tenham relação com a alma, com os dilemas da vida senciente, como a empatia e a compaixão. O voluntariado vem passando com mais frequência pela sua cabeça; a sustentabilidade, a adoção e a existência de um plano superior, que provavelmente você tenha encarado com uma certa desconfiança no passado.


5. Você começa a se sentir um espectador da vida alheia


Os questionamentos não param de surgir na sua mente: quem sou eu, por que eu estou agindo dessa forma, por que estou me relacionando com essas pessoas..., mas ao mesmo tempo que você se indaga, também começa a reparar na forma como o mundo se comporta.


Talvez isso traga à tona um sentimento de isolamento e solidão, e leva um tempo até que você consiga se desvencilhar dele — e se tornar completamente autoconfiante.


O processo de despertar espiritual também fará com que você comece a enxergar todas as mazelas do mundo, as injustiças, as coisas que poderiam facilmente ser resolvidas, se não fosse pela ganância e outros aspectos da raça humana. Além disso, você se tornará mais sensível para sentir a tristeza no olhar no outro, e isso poderá te afetar de uma forma ou outra.


A partir desse momento, algumas pessoas se sentirão no impulso de manifestar uma "ruptura”, dedicando-se integralmente ao bem-estar do próximo — seja o do vizinho ou do planeta, mesmo que contribuindo com uma pequena parcela. Afinal, somos todos parte do Uno, do Todo.


6. Sincronicidades e déjà-vus serão mais frequentes


Sabe quando você está pensando em alguém e essa pessoa te manda uma mensagem? Ou quando parece que você está vivenciando um momento — nem que seja por uma fração de segundo — pela segunda vez? Isso será cada vez mais frequente na sua vida.


Horas repetidas no relógio vão aparecer cada vez mais, sonhos vívidos (aqueles que você acorda quase sem ar no meio da noite) serão recorrentes... vá se acostumando. É tudo parte de um plano maior, que valerá muito a pena, e que você terá controle muito em breve.


No começo, tudo parecerá confuso, triste e até mesmo desesperador, dependendo da sua criação e de suas bases relacionais. Algumas pessoas podem até mesmo passar por conflitos internos, necessitando de auxílio psicológico e psiquiátrico.


"Será que estou no caminho certo? O que está acontecendo comigo? Alguma situação provavelmente foi gatilho para o que estou vivendo”.

Sim, você pode chorar, se arrepender do passado, querer fugir, se isolar, mas isso tudo vai passar. E você sairá desse processo renovado. De alma limpa, e pronto para enfrentar a vida sob uma nova ótica. De uma forma mais leve, sábia, ampla e otimista. Seja quem você é, apenas e, por consequência, seja feliz.


Continue lendo