Pesquisar

Canais

Serviços

Vitor Ogawa/Grupo FOLHA
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Representando

Londrinenses ganham prêmio da ONU com curta-metragem sobre surdez

Vitor Ogawa/Grupo FOLHA
27 dez 2021 às 09:35
Continua depois da publicidade

Com o advento da pandemia de Covid-19, o uso de máscaras se tornou um acessório obrigatório e isso impactou a comunicação de pessoas com perda total ou parcial da audição, já que dependem da leitura labial. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Quatro jovens de Londrina decidiram explorar o assunto para  produzir e gravar "The Silence in the Pandemic”, que pode ser traduzido como “O Silêncio na Pandemia". 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


O curta-metragem foi ambientado na casa da avó e gravado com um telefone celular. O material relata o drama de quem passa por esse tipo de situação e ganhou vários prêmios, inclusive um festival  da ONU (Organização das Nações Unidas). 


Lorena da Silva pesquisava, na internet sobre bolsas de estudos no exterior e acabou se deparando com o edital do concurso Prêmio Plural + Youth Festival da ONU, iniciativa da OIM (Organização Internacional para as Migrações) e da Unaoc (Aliança de Civilizações das Nações Unidas), que oferecia prêmios para cada uma das três categorias de idade (até 12, 13 a 17 e 18 a 25 anos). 


Silva convidou seus primos Victor e Glória Rocha de Araújo, de 10 e 12 anos, para produzir o vídeo, e a sua irmã Alaysa Fernandes da Silva, que mora em Connecticut (EUA) para elaborar o texto do material em inglês. 

Continua depois da publicidade


O curta-metragem foi produzido em junho, antes de Silva se mudar para Jaén, na Espanha, onde cursa o mestrado em Investigação em Saúde. 


Continue lendo na Folha de Londrina.

Continue lendo