Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Facebook
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Desde 2020

Djokovic é dono de empresa que tenta desenvolver tratamento para Covid-19

Folhapress
21 jan 2022 às 07:30
Continua depois da publicidade

Novak Djokovic tem 80% das ações de uma empresa dinamarquesa de biotecnologia que tenta desenvolver um tratamento contra a Covid-19. Segundo o CEO da QuantBioRes, a compra foi realizada ainda em 2020, por valores mantidos sob sigilo.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Segundo o CEO Ivan Loncarevi, a QuantBioRes tem 11 cientistas trabalhando em três países diferentes tentando desenvolver um peptídeo que impeça o coronavírus de infectar a célula humana. A expectativa da empresa é lançar testes clínicos na Grã-Bretanha na metade deste ano.

Continua depois da publicidade


Os três países em que a empresa de biotecnologia trabalha são Dinamarca, Eslovênia e Austrália, de onde Djokovic foi deportado no último domingo (16). Ultimamente seu nome tem sido relacionado muito mais à Covid-19 do que ao tênis. Ele tentou jogar o Australian Open mesmo sem estar vacinado e acabou detido, com visto negado e obrigado a deixar o país após disputa na Justiça.


No restante do circuito, a decisão de não se vacinar pode seguir custando caro a Djokovic: o governo francês, por exemplo, já avisou que ele vai ter que apresentar comprovante de vacinação se quiser jogar em Roland Garros em maio.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade