Pesquisar

Canais

Serviços

Syed Hasan/Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cuide dos bichinhos

Como lidar com a ansiedade de separação dos pets

Redação Bonde com assessoria de imprensa
25 dez 2021 às 00:00
Continua depois da publicidade

Quando decidimos ter um pet, fazemos uma escolha para a vida. A escolha de ter um companheiro e melhor amigo que nunca deixará de nos amar. E assim como eles nos fazem companhia, eles também gostam de ter gente por perto para dar atenção. Na pandemia essa necessidade de atenção aumentou, já que as pessoas passaram grande parte de seu tempo dentro de casa.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Com todo esse tempo de quarentena, muitos pets se apegaram ainda mais aos donos e desacostumaram, ou então, nunca tiveram a experiência de ficar sozinhos em casa. Portanto, com esse retorno gradativo das atividades, como trabalho e saída com os amigos, o pet se sente muito sozinho. A isso damos o nome de “ansiedade de separação”.

 

Essa ansiedade de separação pode despertar no animal falta de apetite, desânimo e sentimento de solidão. E ainda outros comportamentos como latidos, uivos, choros, destruição de objetos da casa. Isso tudo por sentir muita falta de seu tutor. Se seu pet está agindo dessa forma, o especialista em comportamento animal de Balance, Cleber Santos, dá algumas dicas para ajudar nesses momentos.

Continua depois da publicidade

  

É interessante fazer esse processo de forma gradativa, deixe o animal sozinho por poucos minutos, e vá aumentando esse tempo aos pouco para que ele saiba que você sempre vai voltar. Caso ele esteja com dificuldades para comer, é de grande ajuda estimular a alimentação com brinquedos de enriquecimento ambiental para simular uma caça, com isso eles ficarão entretidos por mais tempo e terão uma digestão melhor.

 

Sempre que sair pense que se seu pet estiver distraído o tempo passa mais rápido. Então a dica é deixar vários brinquedos para ele, alguns inclusive recheados com petiscos e biscoitos. Leve seu animal para gastar energia, caminhadas ajudam muito ele a socializar e ficar mais feliz e calmo para o dia a dia.

 

Outra opção, principalmente para aqueles donos ocupados, é a creche ou hotel para animais. Lá os bichinhos são tratados de forma especial e interagem com vários outros animais. Assim, além de gastar energia, brincam e socializam bastante, fazendo com que essa dependência diminua.

 

É essencial se atentar para os gostos do seu pet, alguns são mais fechados e isso não tem nada de errado. Respeite o limite de seu animal, se ele tem dificuldades para sair nas ruas e socializar, encontre uma forma de ajudar ele com isso, aos poucos e com cuidado. Fique de olho também na rotina de seu bichinho de estimação. Observe se ele come direitinho, se não está comendo muito rápido e sem mastigar direito.

 

Tudo isso é bem importante para que ele se mantenha saudável e feliz. Se ele come muito rápido, é um problema já que não vai absorver todos os nutrientes. Nesse caso, é legal comprar uma tigela que tem obstáculos, assim ele não consegue comer desesperadamente, ou então jogue grãozinhos de ração pela casa para que ele se divirta comendo.

Continue lendo