05/08/20
25º/13ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Cuide-se

Dicas para ter uma alimentação saudável no inverno

Com a chegada do inverno e, consequentemente, das temperaturas mais baixas do ano, o organismo gasta mais energia para aquecer o corpo e neutralizar a diferença climática. A consequência disso é que as pessoas sentem mais fome durante essa estação. Segundo Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, deixar de consumir saladas e frutas, diminuir a ingestão de água e incluir ingredientes calóricos na alimentação, são algumas práticas erradas, porém comuns durante o período.

"O consumo excessivo de alimentos mais gordurosos por conta do frio pode aumentar o colesterol e o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, além de causar o aumento de peso", alerta. A especialista ainda destaca que, pelo fato de serem frescas, muitos acabam deixando as frutas e verduras de lado. "As frutas e hortaliças são fontes de minerais e vitaminas, o que é importante para o bom funcionamento do sistema imunológico e prevenção da gripe, resfriado e problemas respiratórios, muito comuns na estação". Uma dica da nutricionista é utilizar a criatividade como, por exemplo, colocar raspas de limão nas preparações. "Já os legumes podem ser cozidos no vapor ou refogados e temperados com ervas frescas", complementa.


Para a prevenção de doenças, Cyntia lembra que o mel pode contribuir para elevar a imunidade. "O mel, além de combinar com o inverno, é um dos produtos que fortalecem o sistema imunológico e a resistência do organismo, além de fornecer energia ao corpo. Ainda é um excelente antisséptico e antibiótico". A consultora da Superbom também destaca que, por motivos óbvios, o consumo de bebidas quentes aumenta no inverno. O café é consumido em grande quantidade. Porém, as pessoas nem sempre conhecem os malefícios que a bebida pode trazer à saúde. "O café é um estimulante que pode causar dependência similar à de drogas. O produto ainda agrava problemas de saúde como a gastrite, especialmente em pessoas idosas. Por conta disso, recomendamos o consumo de produtos alternativos, como a cevada, que tem um sabor semelhante, mas sem nenhuma contraindicação".

Para a nutricionista, as sopas podem ser ingeridas sem medo contanto que sejam feitas com legumes. Os caldos também são boas opções, mas para incorporar o alimento, a orientação é utilizar inhame, batata doce ou mandioca em detrimento da batata. "Eles são digeridos mais lentamente pelo organismo e isso traz várias vantagens, como não elevar tanto os índices glicêmicos e dar sensação de saciedade por mais tempo".

Por fim, mas não menos importante, está a realização de atividades físicas, em conjunto com os hábitos alimentares adequados e saudáveis. "O frio potencializa a vontade de ficar em casa em baixo do cobertor em vez de ir à academia. Portanto, tenha foco, força de vontade e estabeleça uma rotina de exercícios para que o metabolismo do corpo não desacelere. Assim, os indesejados quilinhos a mais podem ser evitados durante o inverno", conclui Cyntia.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
CoronaVac
Mais cinco centros no Brasil iniciam testes com vacina chinesa
05 AGO 2020 às 15h40
Neste sábado
Agendamento para vacina contra o sarampo em Londrina já está liberado
05 AGO 2020 às 15h15
Veja a lista
Mais Médicos tem 121 vagas para 81 municípios do Paraná
05 AGO 2020 às 12h58
Confira
UBS do jardim Santiago reabre após reforma
05 AGO 2020 às 10h45
Temporários
Brasil abre 21 mil leitos de UTI durante pandemia, mas oferta ainda é desigual
05 AGO 2020 às 10h33
Pandemia no Brasil
Contágio acelerado de Covid-19 completa 15 semanas no Brasil, indicam cálculos
05 AGO 2020 às 10h04
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados