05/04/20
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Lucio Flávio
Lucio Flávio
25/04/2019 - 22:33
Imprimir Comunicar erro mais opções
No futebol brasileiro não é comum um time ser eliminado e mesmo assim ser aplaudido pela sua torcida. Isso aconteceu na noite desta quinta-feira (25) no estádio do Café na vitória do Londrina por 2 a 1 sobre o Bahia.

Marcos Zanuto/FolhadeLondrina
Marcos Zanuto/FolhadeLondrina


E o time teve o reconhecimento do torcedor porque correu e procurou a vitória desde o primeiro segundo de jogo até a última bola. Prova disso é que marcou o primeiro gol logo aos 45 segundos com Anderson Oliveira, após boa jogada de Anderson Leite.

E mesmo nos acréscimos do segundo tempo, com a eliminação já decretada, o time continuou em cima e conseguiu cinco escanteios seguidos nos últimos minutos. O LEC caiu sim na Copa do Brasil, mas caiu de pé e a torcida reconheceu isso.

Tão importante quanto a vitória, foi a retomada da confiança visando a série B. A equipe conseguiu apagar a atuação vexatória em Salvador e mostrar que tem potencial para jogar de igual para igual com qualquer time no Brasileiro. Os 4 a 0 na Fonte Nova foram um acidente de percurso.



O Alviceleste voltou a ter a consistência, o equilíbrio, a vocação ofensiva e a determinação do Paranaense. Mais uma vez deu gosto de ver o Londrina jogar. Muitos méritos ao técnico Alemão, que soube trabalhar bem a cabeça dos jogadores depois de tudo que havia acontecido na última semana. Pena, que novamente, o público foi pífio. Menos de mil pessoas no Café.

O Bahia não esperava passar tantas dificuldades e isso graças a ótimas atuações individuais de jogadores como Augusto, Felipe Vieira, Luquinha, Anderson Leite e Anderson Oliveira.

Dagoberto ainda não está no auge da forma física, mas foi muito importante. No lance em que sofreu o pênalti, saiu da área, criou o espaço, recebeu o passe e esperou o toque de Artur para sofrer a falta dentro da área. Bateu a penalidade com extrema categoria, aos 35 do primeiro tempo.

O único grande vacilo do time no jogo foi de Germano, que ao tentar recuar uma bola deu nos pés do centroavante Fernandão, que empatou aos 21. Foi uma pena, porque o LEC dominava o jogo. Mas o capitão tem crédito e foi aplaudido quando foi substituído no segundo tempo.

A vitória diante do bom Bahia serviu para resgatar a auto-estima e o moral e encher o time de confiança para começar a caminhada na série B no domingo.

COMENTÁRIOS
joao
Menos né, senhor blogueiro. O Londrina jogar de igual para igual com todos os times??? Para vai, não tente iludir a torcida de novo. Deve ser mais um conto da carochinha, uma mentira como foi aquela historinha de espinha dorsal no Novorizontino que a imprensa ajudou a divulgar. O londrina está muito atrás da Ponte Preta, muito atras do RB Bragantinho e outros.
(4) - 26/04/19 19:55:57
Fabio Theophilo
A transmissão disse que o clube Bahia tem um orçamento anual de 140 milhões (10X do LEC - O LEC se chegar a 15 milhões/ano é muito), 30 mil sócios torcedores, maior cidade do Nordeste e 4a. do Brasil - 3 milhões e 4 milhões na região metropolitana - de um Estado de 15 milhões de habitantes dividido em 2 grandes torcidas - Vitória e Bahia. A SM, reconheça-se, "tira leite de pedra".No futebol ganha quem erra menos. Foram 2 os erros do Londrina. No jogo 1, a expulsão do Mocelin desarrumou o Londrina. O time também jogou muito mal lá e teve o dedo do Fonseca na escalação e trocas. Na volta, o erro do Germano, porém, um novo time, nova alma, na mão do Alemão. Esse é o LEC, não o que jogou na BA! A volta do Fonseca foi um desastre. O Alemão - um baita e promissor treinador que conhece MUITO de futebol, diga-se de passagem - possuía um time arrumadinho e na mão depois da boa campanha no Paranaense, e cai do céu o Fonseca. Na entrevista pós jogo o Anderson O. cutucou que é assim que o LEC tem que jogar, para cima, não na retranca. Foi um recado indireto ao Fonseca.Aliás, não falando do profissional Fonseca, a quem devemos respeito, mas uma é(era) uma ABERRAÇÃO ele ter o próprio filho como auxiliar e impor isso aos clubes que passa. Se o filho quer seguir carreira que comece no sub-15, depois sub-20 até o profissional de qualquer time, como todo treinador começa. Essa situação do filho do Fonseca, com todo respeito, não funciona no futebol. Será que ele se incomodou de ter o Alemão como auxiliar e não o filho? Fonseca fechou uma porta por essa atitude de deixar o time.Ainda bem, pois o Alemão estava indo muito bem!O Alemão terá vida longa e de sucesso na carreira, tenho certeza. Para mim o melhor dos últimos anos.A base do Paranaense está aí - coisa que não aconteceu nos últimos anos. Boas revelações, como nunca visto na era SM, equipe na mão e arrumada - foi o que vimos - diferença entre o jogo na BA com Fonseca, e ontem no Café, um time arrumado, com vontade, jogando para cima.Só para finalizar - a desculpa da nota do Fonseca não procede. A SM tentou algo - mandar uma base para SP e ter de volta. Ocorre que o futebol é dinâmico e nem sempre o planejado ocorre como se espera. Só voltou o Mocelin e os outros jogadores foram ganhar mais em outros clubes. Paciência. O Londrina vai para a série B com a sua base e com um time arrumado. É o que se viu ontem. A propósito - para a carreira, o Alemão deveria mudar e usar seu nome e não o apelido.
(1) - 26/04/19 18:49:29
CVP
Perfeita explanação caro "Lúcido" Flávio. O time honrou a camisa, a cidade, e aos próprios jogadores. Parabéns a todos, inclusive ao Alemão. Há muito tempo, aliás desde que o Londrina voltou para série B, eu não via um time com vergonha na cara, lutando, correndo dando carrinho, disputando o jogo até o final. A série B é longa e precisamos de um elenco cheio de opções, porque vem a contusões, os cartões e o cansaço.Mais uma vez nota 10 para os cerca de 1.000 torcedores que se dispuseram a torcer no café. Para o sócio torcedor dar certo, primeiro tem que criar fidelidade com o torcedor e somente se conquista isso com time vencedor e lutador. Que venha a Série B, precisamos de qualidade, raça, torcida e sorte!!!
(4) - 26/04/19 11:31:22
Euclides Storti Jr.
Concordo plenamente com seu comentário Lucio Flávio, aquele acidente de percurso la na Bahia, não apagou em nada o brilho da partida e a participação do nosso Tubarão na Copa do Brasil.Esse time foi inclusive enaltecido pelos comentaristas da Sport TV por sua participação na Copa do Brasil.O mesmo não podemos dizer do comentário de capa com tons pejorativos que o Bonde faz, mais parecendo aquela imprensa medíocre da Capital que só faz criticas aos times do interior.
(4) - 26/04/19 10:22:14
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social/Jornalismo. Repórter da Rádio Paiquerê AM desde 1997 e da Folha de Londrina desde 2012. Participa de coberturas esportivas nacionais e internacionais



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE