Pesquisar

Canais

Serviços

Lucio Flávio

As contas do Londrina na série B

- Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
30 out 2019 às 16:14
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

O número mágico para fugir do rebaixamento na série B é 45 pontos. Porém, o equilíbrio, por baixo, diga-se de passagem, vai permitir que com uma pontuação menor se escape da queda este ano.

Continua depois da publicidade

Os sites de estatísticas apontam que com 44 a chance de cair é praticamente nula. Acredito que com 43 já não cai. Até com 42 pode escapar. São nesses números que se apegam o Londrina para continuar na segunda divisão.


A grande vantagem do LEC sobre os atuais quatro últimos é o número de vitórias, primeiro critério de desempate. O Alviceleste soma dez vitórias contra seis do Figueirense, Vila Nova e Criciúma. O lanterna São Bento tem sete triunfos.


Com seis jogos pela frente - América, Botafogo e Guarani no Café e Atlético, Criciúma e São Bento fora -, o Londrina teria que somar nove pontos para não correr riscos. No entanto, pelo desenrolar da competição, se ganhar mais sete pontos - duas vitórias e um empate - a chance de escapar é grande. Terminaria com 42 pontos e 12 vitórias.


O principal concorrente do Tubarão é o Figueirense, que tem 32 pontos e mais sete partidas a disputar. Para chegar a 43 pontos e ficar a frente do LEC no panorama acima, ele teria que ganhar 52% dos pontos até o final. Algo bem difícil para um time que tem 34% de aproveitamento na competição.

Continua depois da publicidade


Vale ressaltar que o time catarinense melhorou bastante nas últimas rodadas - duas vitórias e três empates nos últimos cinco jogos e 60% de aproveitamento -, mas mesmo assim é improvável que a equipe mantenha este ritmo até o final.


O aproveitamento geral do Londrina é de 36% e, por isso, também é improvável que o time conquiste 50% dos pontos nas seis rodadas finais. Porém, sete ou 38% dos pontos é mais palpável. E aí vale rezar e torcer contra os rivais também.


O Figueirense terá pela frente até o final o Vila Nova, o Coritiba, o Cuiabá e o Operário em Florianópolis, enquanto joga fora diante do Vitória, Ponte Preta e CRB.

Os jogos que vão decidir o futuro do Londrina na temporada são contra Criciúma, São Bento e Guarani, até porque são concorrentes diretos e limitados tecnicamente como o Tubarão. Resta saber se o time terá força técnica, tática e mental para superar os rivais.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade