21/01/21
PUBLICIDADE
Lucio Flávio
Lucio Flávio
05/03/2020 - 18:47
Imprimir Comunicar erro mais opções
O Conselho de Representantes do Londrina se reúne na noite desta sexta-feira (6) para analisar a proposta feita pelo gestor Sérgio Malucelli para continuar a frente do futebol do clube até o final do ano.

Na reunião de quarta-feira no CT, o empresário alegou novamente dificuldades financeiras para tocar sozinho a estrutura do LEC no Campeonato Brasileiro e pediu um aporte do LEC de R$ 350 mil mensais. Este repasse seria usado para pagar a folha salarial do elenco profissional. A SM Sports ficaria responsável por subsidiar as outras despesas do departamento de futebol.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube


Apesar dos representantes do LEC que estiveram na reunião sinalizarem positivo com uma possível ajuda do clube ao parceiro, é unanimidade entre todos do clube que o Londrina não tem condições financeiras de aportar este valor pedido mensalmente.

Por isso, o clube fará uma contraproposta. Na reunião desta sexta, os conselheiros terão em mãos um balanço do quadro financeiro atual do clube. Quanto o LEC tem em caixa, quais os compromissos já assumidos pelo clube, quanto o clube gasta de forma fixa por mês com a manutenção do VGD e pagamento de funcionários e quanto o clube poderá oferecer a SM Sports por mês.

A opinião da maioria dos conselheiros é que, em caso de aporte financeiro do clube na parceira, o LEC possa recuperar este investimento no futuro. A proposta vai girar em torno que o Londrina fique com os direitos econômicos de jogadores da base ao final do atual contrato de parceria.
COMENTÁRIOS
Franja do Maluqueti
Sabe onde? Domingo no jogo Toledo x Operário - em Ponta Grossa. Aqui um bando de amadores: "torcida organizada puxa o grito de "Ah, mas que saudade, quando o Fantasma jogava com vontade". E mais - "Não é mole, não... o Estadual virou obrigação!”
(5) - 08/03/20 16:23:29
Oto o Ot Ario
Londrina abriu mão de receber a parcela da venda de Artur Caíque, para a Arábia. A SM sports deixou de receber? Londrina agora vai pagar a folha de pagamento dos meia boca, se fossem jogadores emprestados dos times série A, quem pagaria 50 a 70% do salário? O cedente. Então com um bando de juvenis na administração do Londrina, tal qual Carlos Alberto Garcia.
(6) - 08/03/20 15:11:00
João Carlos
O Londrina faz um aporte de 350 mil mensal o jogador faz uns gols e o gestor logo vai vender. O que o LEC leva nessa? Creio que a SM já lucrou muito com o LEC e quer fazer uma pressãozinha para poder rescindir antes do praz para não pagar multa rescisória. Só pode. Se fora o LEC fazer um aporte mensal para pagar jogadores, por que precisa de um gestor? Monte uma diretoria competente e toque esse time no brasileiro.
(8) - 06/03/20 13:38:55
Triste Açude Igapó
Agora lendo no Japão percebo: o falido empresário rico e autoritário, pedante e arrogante, está querendo ganhar mais algum? Abriu mão do lucro da venda de jogadores em 10 anos? Que coisa feia. Sai, dá um tchau, e vai tocar o Araucária. E ainda não assume a barbaridade de termos caído para a Série C. Nem dá sinais de vontade de voltar para a B. Com este catadão vamos para Série D. Que mediocridade dos envolvidos.
(16) (3) - 06/03/20 04:01:38
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social/Jornalismo. Repórter da Rádio Paiquerê AM desde 1997 e da Folha de Londrina desde 2012. Participa de coberturas esportivas nacionais e internacionais



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
 
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados