Pesquisar

Canais

Serviços

Lucio Flávio

Londrina tem que comemorar cada ponto conquistado

- Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
17 out 2019 às 15:06
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Se analisarmos que o Londrina disputou dois jogos seguidos em casa e somou apenas um ponto, o resultado é muito ruim. Mas não dá para discordar inteiramente do técnico Mazola Júnior, que afirmou que o mais importante de tudo nesta reta final da série B é pontuar em todo o jogo.

Continua depois da publicidade

Este tem que ser o pensamento e o objetivo do Londrina. Somar ponto em toda a rodada, seja em casa ou fora. Por isso, não perder em Salvador para o Vitória passa a ser a meta alviceleste no Barradão.


Claro que o ideal era que o LEC conseguisse ganhar três, quatro jogos seguidos para se livrar de vez do risco de queda e daí jogar as últimas rodadas de graça. Mas é melhor não se iludir com essa projeção. Pelo nível técnico do time, isso não irá acontecer, até porque nos últimos 12 jogos, o LEC venceu apenas dois. Então, cada pontinho somado precisa ser festejado.


O que anima um pouco mais o torcedor alviceleste é que esta realidade de falta de qualidade não é exclusividade do Tubarão. Na última rodada, dos dez times que brigam contra a zona do rebaixamento - considero do Brasil para baixo, já que do Operário para cima já se livraram -, ninguém venceu.


As únicas equipes que somaram ponto foram Londrina, Figueirense, Criciúma, Vitória e Oeste. O time de Barueri foi o único que comemorou o resultado, já que perdia para o líder Bragantino por 2 a 0 e foi buscar o empate, fora de casa.

Continua depois da publicidade


Por isso é difícil imaginar que algum destes clubes terá uma sequência grande de vitórias e vai conseguir se desprender da zona vermelha. Por isso, cada ponto tem sim que ser comemorado. Claro que a vitória é o ideal, mas se o Londrina não perder em Salvador não será ruim. Vai somar mais um ponto e vai segurar o adversário também.



O Londrina tem que se concentrar, especificamente, em cinco confrontos: Vitória, Oeste, Criciúma, São Bento e Guarani. Se somar pontos contra estes rivais direto, tem grande chance de escapar.

Um fator que conta a favor do LEC em relação aos seus principais adversários é o número de vitórias. Como é um dos times que menos empatou - cinco vezes -, mesmo tendo perdido 15 partidas, soma nove vitórias, número maior que Vitória (8), Oeste e São Bento (7), Vila Nova e Criciúma (6) e Figueirense (5). Se nas últimas nove rodadas, vencer três e buscar mais uns dois ou três empates, dificilmente cairá.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade