Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Palmeiras vai reduzir em R$ 15 mi os gastos no futebol

25 jul 2013 às 10:31
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O presidente palmeirense, Paulo Nobre, prometeu ao COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) que vai enxugar em mais de R$ 20 milhões as contas até dezembro. A economia no clube não vai se resumir ao término dos esportes olímpicos — exceção ao basquete.

A partir de agora, os cortes se resumirão ao futebol. De acordo com o dirigente, os gastos do departamento de futebol profissional, previstos para R$ 57 milhões ao longo do ano, vão cair para R$ 42 milhões, uma economia de R$ 15 milhões. Como? Com a saída dos donos dos maiores salários e a redução rápida do elenco.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As categorias de base vão contribuir com outros R$ 4 milhões. Havia a previsão de investimento de R$ 11,2 milhões, mas Paulo Nobre assegura ser capaz de gastar R$ 7,2 milhões — o fim do time B do Palmeiras foi fundamental para essa economia.

Leia mais:

Imagem de destaque
Blog do Lucio Flávio

Adilson Batista eleva o patamar do Londrina na série B

Imagem de destaque

Antônio Carlos Gomes é a melhor contratação que o LEC poderia fazer

Imagem de destaque
Blog do Lucio Flávio

LEC perde mais um chance de ser transparente com o seu torcedor

Imagem de destaque

Londrina engata a segunda e fará decisão com o Cruzeiro


Já as exclusões de equipes como as de futsal e judô, entre outras, implicarão numa redução de R$ 2,5 milhões no orçamento alviverde.


Paulo Nobre admitiu aos cofistas que a negociação com a Caixa pelo patrocínio está quase descartada. O Verdão não conseguiu a Certidão Negativa de Débitos, obrigatória para acerto com empresa pública.

Fonte: Blog do Jorge Nicola - Diário SP


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade