26/02/21
PUBLICIDADE
Lucio Flávio
Lucio Flávio
09/01/2020 - 10:08
Imprimir Comunicar erro mais opções
Em se tratando de futebol, onde as circunstâncias mudam muito rapidamente, é difícil dar opiniões concretas logo na primeira observação e depois de tão pouco tempo de trabalho. Muita coisa ainda vai mudar.

A primeira aparição do Londrina em 2020 trouxe algumas convicções, boas expectativa, alguma esperança, mas também várias preocupações. O jogo-treino contra o Operário - vitória alviceleste por 2 a 1 - foi bem movimentado, levando em conta a esperada falta de condicionamento físico e ritmo de jogo dos atletas das duas equipes.

Do time que o técnico Alemão colocou em campo no primeiro tempo e que será a base para a estreia no Paranaense, no dia 19, ficou a certeza que o Londrina terá um sistema defensivo forte, principalmente com o quarteto Albino-Raí Ramos-Lucas Costa e Augusto. A retaguarda está bem servida. Victor Luiz ainda é uma incógnita, mas pode evoluir.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube - Danilo fez um gol e foi o destaque do Londrina no jogo-treino com o Operário
Danilo fez um gol e foi o destaque do Londrina no jogo-treino com o Operário


O meio-campo está longe do ideal. Falta um volante de ofício - Matheus Olavo jogou na função, mas não tem características para a posição. Pedro Cacho tem potencial para jogar e Matheus Bianqui ainda falta deslanchar. Há necessidade urgente de se contratar um armador.

Danilo é a grande esperança do clube em 2020 e pode seguir os passos de Anderson Oliveira e Luquinha. Fez um golaço no treinamento e mostrou que merece começar o ano como titular. Não é hora de empolgação e nem de cobranças exageradas e sim de dar tempo para o garoto evoluir.

Uelber pode ajudar no ano, mas difícil de imaginar que será um dos titulares pelo lado do campo. Ele tem velocidade e força, mas falta mais técnica para atuar de ponta. Tem concorrência forte também e a posição deve ficar com Paulinho Moccelin ou com os novos reforços que estão chegando: Thiago Henrique e Igor Paixão.

E tem ainda o dilema da camisa 9, que o Londrina não encontra desde Dagoberto, na série B de 2018. Alemão tem quatro opções: Miullen, Júnior Pirambu, Devid e Gabriel Barbosa. Todos ainda precisam provar que merecem vestir a camisa alviceleste.

Miullen tem sido elogiado pelo treinador nos treinamentos e deve começar o ano como titular. Foi bem diante do Operário. Se movimentou, incomodou e deu agilidade ao ataque. Resta saber se ele terá a cabeça no lugar para aproveitar a oportunidade e deixar para trás os dois últimos anos de ostracismo. Sabe que esta é a sua última chance. E terá que provar se a qualidade apresentada na base será repetida no profissional.
COMENTÁRIOS
Todos empre$ários de Tretas
Até quando vão procurar atletas nos borderôs de empresários amigos do Sérgio Malucequeli e sócios? Vai dar nisso. Série D a vista...
(3) - 13/01/20 02:20:09
Joao
Todos os problemas estão resolvidos, o Londrina acaba de contratar um Campeão da SÉRIE D!!!!!!!! E um garoto do Coritiba que se "destacou” na Copa São Paulo 2019 marcando "impressionantes” DOIS gols na competição. Não tem jeito não, a política de contratações da SM nunca vai mudar e continuaremos vendo chegar esses "grandes” jogadores.
(6) (2) - 09/01/20 14:54:59
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social/Jornalismo. Repórter da Rádio Paiquerê AM desde 1997 e da Folha de Londrina desde 2012. Participa de coberturas esportivas nacionais e internacionais



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
 
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados