Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Atrás do Moinho Dona Benta

Prefeitura desocupa instalações de pessoas em situação de rua na avenida Cruzeiro do Sul em Londrina

Caroline Knup - Portal Bonde
12 jul 2023 às 09:30
- Guilherme Marconi
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Prefeitura de Londrina, com o apoio de equipes da GM (Guarda Municipal), da CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina) e da Secretaria Municipal de Obras, iniciou, na manhã desta quarta-feira (12), a desocupação de instalações nas calçadas e no canteiro central da avenida Cruzeiro do Sul, na Zona Oeste do município.


A ação acontece após a Prefeitura concluir a duplicação de um trecho de 410 metros na via, que liga a avenida Luigi Amorese com a rotatória que dá acesso a BR-369 na altura do Moinho Dona Benta, na região dos Jardins Santa Rita e Leonor e é considerada uma rota importante.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As instalações são ocupadas, majoritariamente, por pessoas em situação de rua e usuários de drogas.

Leia mais:

Imagem de destaque
Fase de teste

Radares são instalados para teste na trincheira da avenida Leste-Oeste

Imagem de destaque
Tráfico de entorpecentes

Integrantes de organização criminosa de Londrina são condenados à prisão pela Justiça

Imagem de destaque
Feira Gastronômica

Alisson Lima é atração desta terça-feira na Concha Acústica em Londrina

Imagem de destaque
Prepare o bolso

Substituição de cerca de 2.200 hidrômetros por mês em Londrina, Cambé e Tamarana pode deixar conta de água mais cara


Imagem
Prefeitura de Londrina vai isolar Parque Daisaku Ikeda com um alambrado
A Prefeitura promete instalar nas próximas semanas um novo alambrado para isolar o Parque Ecológico Municipal Doutor Daisaku Ikeda, numa extensão que vai da ponte até próximo da mata e da rodovia João Alves da Rocha Loures.


MUNICÍPIO SE POSICIONA

Publicidade


Para a remoção, a Prefeitura usou duas retroescavadeiras e quatro caminhões e a CMTU bloqueou os dois sentidos da avenida durante a manhã. Segundo Pedro Ramos, secretário de Defesa Social, não há ordem judicial para a remoção. 


"Não tem ordem judicial porque aqui não houve uma ocupação no sentido de invasão de propriedade. Não há reintegração. Aqui é uma rua que foi pavimentada recentemente e o pessoal que mora em frente à rua, para não ocupar seu espaço particular, começou a acumular material na calçada, que avançou na própria via pavimentada", explica.

Publicidade


De acordo com o secretário, o outro lado da avenida - que não conta com residências - contava com instalações, mas esses foram retirados pela Prefeitura antes da execução da obra de duplicação. "Até que a obra fosse concluída, as pessoas voltaram a ocupar o espaço, inclusive para fazer tráfico de drogas", aponta Ramos.


O secretário de Defesa Social explica, ainda, que equipes dos órgãos responsáveis avisaram aos moradores das instalações que a remoção aconteceria nesta quarta-feira. Segundo Ramos, a comunicação aconteceu três dias antes da ação.

Publicidade


"Hoje o trabalho é desobstrução de via. Hoje não temos um trabalho de fazer entrevista e acolhimento aqui. Teoricamente, esse trabalho já foi feito", respondeu o secretário quando questionado sobre a ausência de agentes da assistência social na desocupação.


Imagem
Delegacia de Homicídios investiga morte de moradores de rua em Londrina
A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar a morte de duas pessoas em situação de rua, de 42 e 47 anos, que


MORADORES CRITICAM

Publicidade


A retirada das instalações atraiu críticas não somente das pessoas em situação de rua que ocupavam o local, mas também de moradores. Jefferson Diogo, que mora no Jardim Leonor, acredita que as ações da Prefeitura aconteceram sem planejamento. "A obra que precisa ser feita nem começou. Essas pessoas são moradoras, estão aqui há mais de vinte anos e agora estão todos na rua sem saber o que fazer", declara.


Diogo aponta, também, que as instalações são ocupadas por pessoas que prestam serviços para moradores dos bairros próximos. "Esses moradores trabalham e esse projeto é nada a ver. Onde está a assistência social para cuidar do povo? E amanhã? E depois? O que vai acontecer com esse pessoal?", questiona.

Publicidade


Segundo Diogo, a Prefeitura demarcou as instalações e disse que iria transferir as pessoas em situação de rua para outro local. "Agora chegaram com máquinas e estão destruindo as casas do pessoal."


Imagem
Quatro traficantes que comercializavam drogas pelos Correios são presos em Londrina
Quatro traficantes que comercializavam drogas pelos Correios foram presos na manhã desta terça-feira (11), em Londrina, pela PCPR (Polícia Civil do Paraná).


OBRA DE DUPLICAÇÃO


A duplicação da avenida Cruzeiro do Sul irá funcionar como rota alternativa quando for iniciada a obra do Viaduto da PUC, na interseção com avenida Jockey Clube, na BR-369.


(Colaborou Guilherme Marconi.)

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade