Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Após quatro encontros

Projeto “Livro Aberto” tem edição final na Biblioteca do Jardim Santa Rita nesta terça-feira

Redação Bonde com N.com
25 jun 2024 às 12:30
- Valéria Felix / Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Nesta terça-feira (25), às 9h, acontece a última edição do projeto Livro Aberto – Convite para Ler Pessoas, na Biblioteca do CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados), localizado na rua Ângelo Gaioto, s/n, Jardim Santa Rita em Londrina. O projeto encerra o ciclo de quatro encontros em cinco meses de atividades que foram realizadas desde fevereiro.


O encontro final abordará temáticas acerca do racismo, da população LGBTQIAPN+, da violência sofrida pelas mulheres, das pessoas em situação de rua, e sobre o autismo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As inscrições para participar do projeto são gratuitas e podem ser realizadas através deste formulário. As vagas são limitadas a cinco pessoas por integrante. A ação é destinada ao público maior de 18 anos.

Leia mais:

Imagem de destaque
Em fase única

Inscrições para Vestibular 2025 da UEL abrem nesta quinta

Imagem de destaque
Começa nesta quarta

CineKombi leva cinema gratuito para as ruas de Londrina

Imagem de destaque
Operação policial

Bingo clandestino funcionava em galpão com placa de aluga-se no centro de Londrina

Imagem de destaque
Obra cara e atrasada

Após vários contratempos, novo Fórum Criminal de Londrina deve ser concluído em 2025


“A escolha de cinco leitores para cada integrante foi baseada em uma ideia de que se há uma roda mais intimista, há mais facilidade na criação de vínculos para a partilha das histórias de vidas e das perguntas dos participantes aos Livros Humanos”, comentou a proponente do projeto, a escritora e ceramista Rosana de Andrade.

Publicidade


Na sua quinta edição, o projeto conta com cinco Livros Humanos: o produtor cultural Leandro Palmerah; o graduando em História e colaborador do NEAB (Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros), Josué Godoy; a atriz, professora e terapeuta psicanalista Marina Stuchi; o terapeuta integrativo e artista multimídia, Sayd Caetê;  e o educador social e ativista Jodair Moreno.


Para Moreno, a participação em “Livros Abertos” foi um convite das próprias organizadoras do projeto, Rosana de Andrade e Christina Mattos. Na partilha das suas histórias, o ativista comenta sobre seus conflitos internos e familiares, vividos por conta da descoberta de sua homossexualidade, aos 11 anos.

Publicidade


“O projeto é uma possibilidade linda de estabelecer vínculos sociais e comunitários onde ele ocorre. Vivemos um tempo de muita intolerância, nunca é demais aprendermos uns com os outros e encontrarmos belezas nas nossas alegrias, dores, semelhanças e diferenças”, pontuou ele.


Dessa forma, compartilhar seus relatos, segundo Moreno, é uma possibilidade de fazer as pazes com sua própria história. “Apesar de já ter me causado dor no passado, serviu para o meu fortalecimento e aprendizado, me tornando a pessoa que sou hoje”, relatou.

Publicidade


A dinâmica dos encontros segue a tônica de suas outras edições. As atividades têm início às 9h e são distribuídas de acordo com o interesse e a temática escolhida. Depois desse momento, são formados grupos de partilha para o relato dos “Livros Humanos”, a fim de trocar ideias e experiências, e refletir sobre as palavras compartilhadas.


Em seguida, os participantes realizam um exercício dinâmico de escrita livre, sobre as sensações e pensamentos que tiveram após ouvirem os relatos. Para concluir o encontro, às 10h30, são indicadas recomendações de livros sobre as temáticas abordadas no encontro.


Segundo o gestor cultural e bibliotecário do CEU, Marcos Antonio de Moraes, a partilha dos relatos promovida pelo projeto é importante para proporcionar contato com outras experiências e perspectivas, além de despertar a empatia nos ouvintes e leitores pelas vivências compartilhadas pelos “Livros Humanos”.


Com a realização da última edição do Livro Aberto nesta terça-feira (25),  Rosana de Andrade informou que o próximo passo é aguardar a saída do novo edital para futuras edições dos encontros e analisar a conclusão do projeto. Para a escritora, é uma realização ter chegado a esta etapa, trazendo uma sensação de compromisso cumprido.


Imagem
Em Cambé, atendimentos da UBS do Silvino estão interrompidos para mudança de sede
Os serviços da UBS (Unidade Básica de Saúde) do Jardim Silvino, em Cambé (Região Metropolitana de Londrina) estão interrompidos durante esta semana. A nova UBS do bairro será inaugurada neste sábado (29), e com isso,


Imagem
Conselho Universitário da UEL adere à Prova Paraná Mais com 20% das vagas do vestibular
O Conselho Universitário da UEL (Universidade Estadual de Londrina) aprovou o redirecionamento de 20% das vagas do Vestibular para ingresso via nota da Prova Paraná Mais, o que corresponde à metade das vagas reservadas para estudantes de escola pública.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade