Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais de US$ 11,5 bilhões

Exportações do Paraná para Ásia, África e Oriente Médio batem recorde

Redação Bonde com AEN
10 jul 2024 às 14:45
- Cláudio Neves/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Paraná obteve no 1º semestre 2024 o seu melhor desempenho nas vendas para os mercados do Oriente Médio, África e Sudeste Asiático, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços organizados e analisados pelo Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social).


O desempenho recorde nestas regiões do mundo se somam aos de mercados tradicionais, como o China, Estados Unidos e Argentina, o que fez com que as exportações paranaenses totalizassem mais de US$ 11,5 bilhões entre janeiro e junho deste ano , quinto melhor resultado do País.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As exportações do Paraná para o Oriente Médio, bloco formado por 14 países, somaram US$ 1,1 bilhão nos seis primeiros meses deste ano, em comparação cos US$ 774,4 milhões registrados no mesmo período de 2023 e o primeiro semestre de 2019 (US$ 893 milhões), até então o melhor. A carne de frango e o açúcar encabeçaram a lista das mercadorias mais vendidas para a região.

Leia mais:

Imagem de destaque
Defesa do consumidor

Procon-PR fez, em média, 570 atendimentos por dia no primeiro semestre do ano

Imagem de destaque
Primeiro semestre

Nota Paraná devolveu R$ 160,7 milhões em créditos de ICMS em 2024

Imagem de destaque
Decisão do TCE

Ex-servidores de Bandeirantes deverão restituir R$ 11,5 milhões desviados

Imagem de destaque
Agroturismo

Em dois anos, Rota da Lavanda recebeu 152 mil turistas e movimentou R$ 7 milhões


O maior volume de transações comerciais foi com os Emirados Árabes Unidos, com US$ 279 milhões em receitas para o Estado no 1º semestre de 2024. Na sequência, estão o Irã, com US$ 244 milhões em receitas, a Arábia Saudita, com US$ 180 milhões, e o Iraque, com US$ 127 milhões.

Publicidade


Imagem
Câmara rejeita modificações do Senado para o novo Ensino Médio
A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (9) mais mudanças na reforma do ensino médio. A proposta já havia sido analisada pelo Senado e agora será enviada à sanção presidencial.


Os produtos do agronegócio também tiveram peso relevante nas vendas paranaenses para a Asean (Associação das Nações do Sudeste Asiático), composta por Singapura, Tailândia, Malásia, Filipinas, Mianmar, Brunei, Camboja, Laos, Indonésia e Vietnã. 


Com US$ 244 milhões em receitas, a Indonésia foi o maior mercado consumidor dos produtos paranaenses na região até a metade de 2024. Depois, aparecem Vietnã (US$ 196 milhões), Singapura (US$ 156 milhões) e Tailândia (US$ 120 milhões).

Publicidade


No total, os países que compõem a Asean adquiriram US$ 844 milhões em bens do Paraná entre janeiro e junho deste ano, 57% acima do valor contabilizado no mesmo intervalo de tempo em 2023, que foi de US$ 538 milhões. 


O resultado também é quase três vezes superior ao comércio com essa região no primeiro semestre de 2018 (US$ 308 milhões). O desempenho mais recente foi puxado, sobretudo, pelo comércio de soja em grão e açúcar.

Publicidade


ÁFRICA 

Publicidade


No caso do mercado africano, as exportações estaduais saltaram de US$ 499 milhões para US$ 586 milhões no 1º semestre do ano, com destaque para o Egito, a África do Sul e a Argélia que atingiram US$ 112 milhões, US$ 83 milhões e US$ 71 milhões em compras, respectivamente. 


O recorde anterior tinha sido no primeiro semestre de 2022 (US$ 552 milhões). A carne de frango e o açúcar lideraram a pauta do comércio com o continente.

Publicidade


Imagem
Paraná registra 5.825 casos de violência contra crianças e adolescentes no 1° semestre de 2024
O ECA completa 34 anos nesta semana. Publicado em 13 de julho de 1990, o estatuto é considerado um marco por definir direitos e ferramentas para garantir o acesso à saúde, educação, lazer e esporte a crianças e adolescentes de 0 a 18 anos.


VALOR AGREGADO 


Segundo o presidente do Ipardes, Jorge Callado, os principais produtos que puxaram o desempenho recorde em novos mercados consumidores reforçam o potencial do Paraná como grande produtor de alimentos com valor agregado. 


Os números ressaltam a importância do Estado no atendimento da crescente demanda mundial por alimentos, o que se reflete na geração de mais empregos e renda para a população envolvida nesta cadeia produtiva.


“O Paraná apresentou números expressivos nas exportações do primeiro semestre com a conquista de novos mercados na África, Oriente Médio e Sudeste Asiático, tendo como carro-chefe o frango, o açúcar, a soja e outros produtos do agronegócio. Dos US$ 11,5 bilhões, em torno de US$ 8 bilhões foram representados por alimentos, o que reforça a posição do Paraná como o ‘supermercado do mundo’”, avaliou.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade