Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Sem autorização e plano de voo

FAB identifica aeronave suspeita no Oeste do Paraná; piloto incendiou avião e fugiu

Redação Bonde
04 jul 2023 às 17:15
- FAB
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A FAB (Força Aérea Brasileira) identificou uma aeronave suspeita na região oeste do Paraná, na manhã desta terça-feira (4). A aeronave de pequeno porte, de modelo PA-28, foi localizada no contexto da Operação Ágata Conjunta Sul, por volta das 8h. 


Conforme a FAB, o avião entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização e plano de voo. As aeronaves de defesa aérea A-29 Super Tucano e o avião radar E-99, da FAB, foram os responsáveis para monitorar a aeronave suspeita. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os pilotos de defesa aérea seguiram o protocolo das medidas de policiamento do espaço aéreo brasileiro. A aeronave foi classificada como suspeita, de acordo com o Decreto 5.144, de 16 de julho de 2004. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Região de Londrina

Proposta de novo viaduto pretende melhorar fluxo na BR-369, no Norte do Paraná

Imagem de destaque
OPORTUNIDADE

Programa 'Viaja mais 60' vai incentivar viagens turísticas para pessoas idosas no Paraná

Imagem de destaque
Primeiras regras

Paraná começa a regulamentar medicamentos à base de canabidiol

Imagem de destaque
Quarenta bichos alojados

IAT encaminha animais resgatados durante operação de combate ao tráfico


De acordo com a FAB, o piloto da aeronave pousou em uma pista de Tuneiras do Oeste, incendiou o avião e fugiu do lado antes da chegada dos agentes policiais. A Operação Ágata Conjunta Sul é feita em coordenação com a Polícia Federal e apoio da Polícia Militar do Paraná. 

Publicidade


Essa é a maior ação de combate aos crimes transfronteiriços, em 2023. A operação começou em 1º de julho na região Sul do Brasil. A ação é um trabalho interagências, coordenada pelo Ministério da Defesa, e com a atuação da Força Aérea Brasileira, Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal, ABIN, IBAMA, Anvisa, ICMBio, ANATEL, Secretarias de Segurança Pública, Polícias Militares, Polícias Civil, Corpo de Bombeiros Militares e das Secretarias de Agricultura dos Estados da Região Sul do País, bem como de outros órgãos de fiscalização federais, estaduais e municipais.


A iniciativa tem como objetivo a realização de ações preventivas e repressivas, na fronteira terrestre e marítima, contra delitos transfronteiriços e ambientais em coordenação com órgãos de segurança e de fiscalização federais e estaduais. (Com informações da Força Aérea Brasileira)


Imagem
Avião com assessores da Casa Civil do Paraná desaparece: o que se sabe sobre o caso até o momento
O Governo do Paraná confirmou, que, além do piloto, dois servidores estaduais embarcaram no avião que partiu de Umuarama e que deveria ter pousado em Paranaguá, no litoral, na manhã do mesmo dia.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade