Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Ex-companheira está foragida

Latrocínio em Wenceslau Braz: um suspeito morre em confronto em Londrina e dois são presos

Luís Fernando Wiltemburg e Josiel Aparecido - Portal Bonde
17 jan 2024 às 19:54
- Reprodução/5º BPM
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Duas pessoas foram detidas e uma morreu em um confronto armado em ações da Polícia Civil e da Polícia Militar nesta quarta-feira (17), em Wenceslau Braz (Norte) e em Londrina. Todos são suspeitos de envolvimento no latrocínio de Roque Miguel Bronqueti, encontrado morto com pés e mãos amarrados no Rio Tibagi no dia 6 de janeiro, em Ibiporã (Região Metropolitana de Londrina). Uma quarta suspeita, ex-companheira da vítima, permanece foragida.

Na tarde desta quinta, policiais militares foram chamados para atender a uma situação de violência doméstica no Residencial Cristal, na zona sul de Londrina. Os denunciantes anônimos avisaram aos PMs que, além de o homem de 20 anos de idade estar agredindo sua companheira, teria envolvimento em homicídios relacionados ao tráfico de drogas naquela região.

Imagem
Idoso encontrado com mãos e pés amarrados no rio Tibagi, em Ibiporã, é identificado
O corpo de um idoso foi encontrado no rio Tibagi, em Ibiporã (Região Metropolitana de Londrina), na tarde deste sábado (6).


Segundo a PM, a intervenção teve como prioridade resgatar a mulher, mas, ao tentarem abordar o suspeito, ele se recusou a largar a arma que estaria empunhando, o que levou os policiais a dispararem contra ele. O Siate (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência) foi acionado, mas o suspeito morreu no local.

Embora a prioridade fosse a segurança da mulher, os policiais, ao consultarem o nome do rapaz, verificaram que havia mandado de prisão contra ele pelo envolvimento no caso de Bronqueti. "Quando a denúncia chegou até os policiais militares, que tinham o nome do suspeito, foi checado no sistema e verificado que ele tinha um mandado de prisão pelo crime de latrocínio. Ele é suspeito de ter envolvimento na morte de um senhor de Wenceslau Brás, cuja camionete foi despachada e seu corpo, desovado aqui no Rio Tibagi", explica o chefe da Comunicação Social do 5º BPM (Batalhão da Polícia Militar), capitão Emerson Castro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade
Imagem
Caminhonete de idoso achado morto no Rio Tibagi é encontrada na Zona Norte de Londrina
Na tarde desta segunda-feira (8), a caminhonete da vítima achada morta no Rio Tibagi, em Jataizinho, no último sábado (6), foi encontrada no Residencial do Café, bairro da região norte de Londrina.


Já a mulher, devido aos ferimentos, foi encaminhada a um pronto-socorro para cuidados médicos, mas, em seguida, seria levada para a Polícia Civil de Londrina pelo envolvimento com tráfico - ela não teria relação, num primeiro momento, com o latrocínio. Dentro do micro-ondas da casa, os policiais encontraram tabletes de maconha.

Leia mais:

Imagem de destaque
Norte Pioneiro

Donos de sítios são autuados em R$ 315 mil por destruição de vegetação de Mata Atlântica em Cambará

Imagem de destaque
Inacreditável

Mãe explorava filha de 13 anos por R$ 100 em motel; 3 são presos

Imagem de destaque
Desvio de doações

Jornalistas indiciados por 'escândalo do pix' movimentaram R$ 3,4 milhões em um ano

Imagem de destaque
Envolvimento com tráfico

Ataque a tiros em festa infantil deixa pai, filho e prima mortos em MG



Dois detidos e uma foragida

Publicidade


Uma mulher de 19 anos e um homem de 25 anos foram presos nesta quarta-feira pela Polícia Civil, com apoio da PM, em Wenceslau Braz. De acordo com as investigações, o latrocínio cometido contra Roque Miguel Bronqueti foi praticado por quatro pessoas, que incluem, ainda, uma mulher de 22 anos, que seria convivente da vítima, e o suspeito de 20 anos morto em confronto com a polícia, em Londrina.

A ex-convivente está foragida, segundo a Polícia Civil. O delegado Huarlei Augusto explica que os suspeitos tinham conhecimento do dinheiro na conta bancária de Bronque, além de outros bens, como terreno e veículo. “Foram ouvidas cerca de 15 pessoas até o momento. Foram colhidas impressões digitais no veículo e feito varredura na residência da vítima, além de outras fontes de provas que nos auxiliaram a chegar até a autoria desse crime”, afirma.  


Entenda o caso


O corpo de Roque Miguel Bronqueti, morador de Wenceslau Braz, foi encontrado na tarde do primeiro sábado do ano, dia 6 de janeiro, no Rio Tibagi, em Ibiporã, com os pés e mãos amarrados. A identidade só foi confirmada no dia seguinte pelo IML (Instituto Médico-Legal) de Londrina e o laudo pericial não indicou a presença de cortes ou perfurações, o que indicaria morte por afogamento.

Com a confirmação da identidade, a Polícia Civil deixou de tratar o caso como desaparecimento e passou a apurar possível latrocínio. Na segunda-feira, 8 de janeiro, a caminhonete dele foi encontrada no Residencial do Café, na zona norte de Londrina. Além do veículo, dinheiro e outros pertences teriam desaparecido da casa da vítima, segundo a polícia.

Na quarta-feira (10), Claudiane Piedade Machado, a então companheira do idoso, que estava desaparecida, foi localizada em uma propriedade rural em que os pais dela trabalham, a cerca de 80 quilômetros de Wenceslau Braz. Ela teria dito à polícia que se isolou no sítio por ser dependente química. Ela prestou depoimento sobre seu desaparecimento e foi liberada.


Atualizada em 18/01/2024 às 13h38 para correção do nome da vítima.


Imagem
Companheira de idoso achado morto no rio Tibagi com pés e mãos amarrados é encontrada em sítio
A companheira do idoso achado morto com pés e mãos amarrados foi encontrada nesta quarta-feira (10). A jovem estava desaparecida desde a morte do homem.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade