Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Empresa de Curitiba

Polícia Civil de SP vai pedir ajuda do Paraná para investigar curso de peeling de fenol pela internet

Paulo Eduardo Dias - Folhapress
11 jun 2024 às 08:00
- Fábio Dias/EPR
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Polícia Civil de São Paulo vai encaminhar trechos do inquérito da morte do empresário Henrique da Silva Chagas, 27 para investigadores da Polícia Civil do Paraná.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Ação conjunta

PF apreende 243 quilos de pasta base de cocaína em Jaguapitã; piloto de helicóptero é preso pela quarta vez

Imagem de destaque
Condenação definitiva

Homem condenado por abusar de sobrinha da namorada é preso em Maringá

Imagem de destaque
Foi detida por seguranças

Mulher é presa por furtar quatro quilos de picanha em mercado de Apucarana

Imagem de destaque
Houve briga

Ex-namorado não aceita término, rouba celular e ameaça homem em Apucarana

A ideia é que isso ajude a apurar a conduta da farmacêutica responsável por ministrar o curso online de peeling de fenol para a influenciadora e esteticista Natalia Fabiana de Freitas Antonio, 29, conhecida como Natalia Becker.

Publicidade


A influenciadora foi a responsável pelo procedimento em Chagas em seu estúdio no Campo Belo, zona sul de São Paulo, no dia 3 de junho.


Natalia é investigada por homicídio com dolo eventual, ou seja, para polícia ela assumiu o risco pela morte de Chagas ao não possuir formação técnica para a realização de procedimento utilizando o fenol. Não há pedido de prisão contra ela.

Publicidade


Em seu depoimento na quarta-feira (5), a influenciadora afirmou ter comprado o curso online ministrado pela farmacêutica Daniele Stuart, proprietária da clínica Neo Stuart, com sede em Curitiba.


Por morar em outro estado, a farmacêutica poderia ser ouvida através de carta precatória ou por uma investigação aberta pela polícia paranaense.

Publicidade


Natalia relatou aos policiais ter feito o curso para realizar o peeling de fenol através de uma apostila online chamada N. Face, produzida por Stuart. O curso foi adquirido em junho passado, segundo a influenciadora.


"Enviaremos as peças do nosso inquérito policial para Polícia Civil paranaense investigar a conduta da farmacêutica no que se refere aos cursos que ela ministra pela plataforma online", disse para a Folha de S.Paulo o delegado Eduardo Luiz Ferreira, titular do 27° (Campo Belo), responsável pela investigação de morte de Chagas.

Publicidade


O advogado Jeffrey Chiquini, que representa Stuart, afirmou ser injusto, irresponsável e precipitado relacionar sua cliente ao caso.


"Doutora Daniele é uma profissional respeitada, especialista na área, gabaritada, que forneceu um curso de acesso livre conceitual que já foi acessado por mais de 3.000 alunos sem haver qualquer reclamação.

Publicidade

 Acontece que a doutora Daniele não tem controle de quem acessa esse curso online, mas afirmamos que em momento algum a doutora Daniele teve contato com essa pessoa que é acusada de autoria de homicídio".


O advogado disse que a farmacêutica não ensinou Natalia a realizar procedimentos invasivos. "Não a instruiu a agir como fez. Inclusive, os procedimentos que aquela senhora adotou não condizem com aquilo que a doutora Daniele ensina".

Publicidade


A reportagem teve acesso à apostila de apresentação de Stuart. Nela a mulher diz ser farmacêutica e biomédica, afirma ter desenvolvido um método de peeling de fenol. "Minha missão é levar conhecimento avançado nas aulas promovendo raciocínio clínico e capacitação profissional", diz no encarte.


Durante o interrogatório, Natalia disse para os policiais civis que o fenol utilizado em seus procedimentos é atenuado, chamado de "fenol tamponado", conforme indicado no curso de Stuart.


Ainda segundo a influenciadora, a farmacêutica também indicava fornecedores de fenol para os alunos.


Ainda durante o depoimento, que durou cerca de duas horas, Natalia Becker afirmou para os policiais que a sua clínica não tinha ambiente hospitalar, pois não prática tratamento invasivo. Ela também relatou que não tinha equipamentos de primeiros socorros, apenas medidor de pressão e o oxímetro, que estava sem pilha no momento dos fatos.


Imagem
Outra cliente de influencer relata problemas após peeling de fenol
Outra cliente do estúdio da influencer Natalia Fabiana Freitas Antonio, 29, conhecida como Natalia Becker, relatou ter enfrentado problemas após uma aplicação de peeling de fenol
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade