Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Em 2 de junho

Parada LGBT+ de São Paulo aposta em discurso político para sua 28ª edição

Bruno Lucca - Folhapress
23 mai 2024 às 17:28
- Marcelo Camargo/ Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, que acontece no próximo dia 2 de junho (domingo), aposta no discurso político em sua 28ª edição. Com o tema Basta de Negligência e Retrocesso no Legislativo, os organizadores convidam o público refletir sobre a importância do "voto consciente" e representativo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Doce, dengosa, polida...

Em comemoração aos 50 anos de carreira, Alcione se apresenta em Londrina nesta sexta

Imagem de destaque
Crystal

Como funciona o Cirque du Soleil, que leva espetáculo de gelo ao Rio e a São Paulo

Imagem de destaque
"Criança não é mãe"

Londrinenses protestam no Calçadão contra PL sobre aborto

Imagem de destaque
Em setembro

Deep Purple anuncia show em São Paulo; veja como comprar ingressos

O evento ocupará a avenida Paulista, na região central da capital, a partir das 10h.

Publicidade


Os participantes foram convidados a vestir trajes em verde e amarelo. A ideia é retomar o uso das cores da bandeira do Brasil, associadas à direita nos últimos anos.


"Somos seres políticos. Por isso, nesta edição, escolhemos um tema que vai além da festa. Um tema que convoca cada um a refletir", disse o presidente da Parada, Nelson Matias. "Mais do que um voto consciente, precisamos ter um voto crítico para mudar a realidade de retrocessos."

Publicidade


Entre as atrações anunciadas para animar a festa estão Pabllo Vittar, Banda Uó, Sandra de Sá, Tiago Abravanel, Glória Groove, Ludmilla Anjos e Filipe Catto –que estarão espalhadas pelos 16 trios elétricos do evento junto a artistas e influencers.


Devido a obras do metrô na avenida Paulista, a Parada ocorrerá no lado ímpar da via pela primeira vez na história. Os acessos estarão disponíveis pelas ruas Haddock Lobo e Bela Cintra.

Publicidade


Considerada uma das maiores paradas LGTB+ do mundo, o evento é organizado pela APOLGBT-SP (Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo). É, como definem, uma manifestação que reivindica direitos, promove a visibilidade e celebra a diversidade, com ações políticas e afirmativas.


A primeira edição foi realizada em 1997, com cerca de 2.000 participantes. Desde aquele ano, o evento já atraiu um público estimado em 4 milhões de pessoas, de acordo com os organizadores. E entrou para o Guinness Book como o maior do gênero no mundo.


Em sua última edição, o desfile teve como tema Políticas Sociais para LGBT+ - Queremos por inteiro e não pela metade.


Imagem
Governo do Paraná quer terceirizar serviços em 200 escolas públicas
O governo do Paraná vai enviar na próxima semana para a Alep (Assembleia Legislativa) um projeto que prevê o repasse da administração de 200 escolas para a iniciativa privada.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade