Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Roland Garros

Djokovic salva 4 match points, vence e pegará Federer

Agência Estado
05 jun 2012 às 15:52
Publicidade
Publicidade

O sérvio Novak Djokovic se viu muito próximo da eliminação em Roland Garros nesta terça-feira. Para seguir vivo na busca pelo título do único Grand Slam que ainda não conquistou, o líder do ranking mundial precisou salvar quatro match points diante do francês Jo-Wilfried Tsonga no confronto que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 6/1, 5/7, 5/7, 7/6 (8/6) e 6/1.

Com a vitória desta terça, obtida após 4 horas e nove minutos de batalha, Djokovic enfrentará na semifinal o suíço Roger Federer, que horas mais cedo derrotou o argentino Juan Martín del Potro, de virada, também por 3 a 2, com parciais de 3/6, 6/7 (4/7), 6/2, 6/0 e 6/3.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O duelo entre Djokovic e Federer irá reeditar a semifinal do ano passado, na qual o suíço venceu por 3 sets a 1, antes de cair diante do espanhol Rafael Nadal na decisão. Os dois também se encontraram na semifinal do último US Open, em Nova York, onde o líder do ranking mundial levou a melhor, ganhando por 3 a 2.

Leia mais:

Imagem de destaque
Com Minnie e Mickey

Paraná recebe pela primeira vez a Disney Magic Run; saiba como participar

Imagem de destaque
Primeira largada as 5h

Com recorde de 4.500 atletas confirmados, Maratona de Londrina será neste domingo

Imagem de destaque
Em abril

Piloto de 9 anos morto após acidente em Interlagos estreou há dois meses no circuito

Imagem de destaque
Despedida

'Temos uma geração diferente, com uma molecada depressiva', diz Anderson Silva


Esse foi o 11.º confronto entre Djokovic e Tsonga, sendo que até o duelo desta terça o retrospecto do duelo apontava cinco vitórias para cada lado. O sérvio já havia derrotado o francês neste ano, no Masters 1.000 de Roma. Já diante de Federer, o tenista número 1 do mundo travará o 26.º embate entre os dois, sendo que o último deles foi vencido pelo sérvio justamente no último Masters de Roma. O retrospecto geral, porém, aponta vantagem do suíço, com 14 vitórias e 11 derrotas.

Publicidade


Para superar Tsonga, Djokovic iniciou o duelo de forma arrasadora e parecia que confirmaria o seu favoritismo com autoridade no transcorrer do duelo. Ao aproveitar duas de três chances de quebrar o saque do francês, encaminhou o placar de 6 a 1 com tranquilidade no primeiro set.


A partir do segundo set, porém, Tsonga começou a reagir e virou o placar com o apoio da torcida local. Embora tenha tido o serviço quebrado em uma oportunidade no segundo set, converteu dois de quatro break points para fazer 7/5. Em seguida, na terceira parcial, voltou a obter duas quebras, mas em apenas três chances, enquanto Djokovic conseguiu apenas uma e voltou a ser superado por 7/5.


Já no quarto set, Tsonga ficou muito próximo de finalizar o jogo quando liderava o placar em 5 a 4 e teve dois match points, mas não conseguiu aproveitá-los. Em seguida, quando tinha vantagem de 6 a 5, voltou a ter duas bolas do jogo, mas o sérvio novamente se salvou para confirmar o game e levar a disputa ao tie-break, no qual triunfou por 8 a 6.

E, diante de um rival com a confiança abalada e nervoso pelas chances preciosas que perdeu anteriormente, Djokovic arrasou no quinto set, no qual aproveitou as duas oportunidades que teve de quebrar o saque do francês para fazer 6 a 1 e ir à semifinal.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade