Pesquisar

Canais

Serviços

Lamentável

Londrina Futsal repudia violência em partida contra Cascavel; LFF promete punição

- Reprodução/YouTube
Douglas Kuspiosz - Especial para a FOLHA
25 out 2023 às 09:19
Publicidade
Publicidade

As cenas de violência após o jogo entre Londrina e Stein/Cascavel mancharam o que deveria ter sido um grande jogo de futsal feminino no ginásio da Unopar/Anhanguera, segunda à noite (23). As duas equipes buscaram a vitória e as cascavelenses levaram a melhor na ida da semi da LFF (Liga Feminina de Futsal), vencendo por 3 a 2. Na partida de volta, domingo (29), em Cascavel, o time da casa jogará pelo empate para ir à final contra o vencedor de Taboão da Serra (SP) x Brusque (SC).


Os relatos do início da confusão dão conta de que torcedores da organizada do Londrina vinham hostilizando os funcionários do Cascavel desde o início do jogo e que um membro da comissão técnica do clube teria provocado os apoiadores alvicelestes. A FOLHA flagrou o momento em que torcedores agrediram membros da delegação do Cascavel na quadra.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Antes disso, após o terceiro gol do Cascavel, membros da torcida organizada do LEC derrubaram placas, arremessaram objetos na quadra e passaram a hostilizar a arbitragem. Inclusive, o desempenho das juízas foi muito questionado na partida.

Leia mais:

Imagem de destaque
De 3 a 7 de abril

Londrina Futsal Feminino irá disputar a Supercopa de Futsal

Imagem de destaque
Será?

Prost fala sobre Senna e diz que era subestimado: 'Em corridas, eu era mais rápido'

Imagem de destaque
Conheça!

Ferrari apresenta SF-24, com detalhes brancos e amarelos

Imagem de destaque
Saiba mais

Taylor Swift ajuda a bombar transmissão do Super Bowl, que bate recordes nos EUA


Em nota, a LFF repudiou “os fatos lamentáveis” que ocorreram em Londrina e disse que vai agir com rigor contra todo e qualquer tipo de violência, sinalizando possíveis punições ao clube londrinense a depender do que for apurado.

Publicidade


“A entidade informa que aguarda o recebimento das súmulas da partida, juntamente com os vídeos e demais documentos para verificar todas as infrações ocorridas, e reforça que serão tomadas as medidas necessárias para que episódios de violência como esse não ocorram na competição”, garantiu.


Também por meio de nota divulgada ainda na noite de segunda-feira, o Londrina Futsal lamentou o ocorrido e disse que respeitou todos os requisitos exigidos pela Liga Feminina de Futsal, mas que a situação saiu do controle.


“Pedimos sinceras desculpas a todas as atletas do Stein Cascavel, sua comissão técnica e todos os envolvidos na partida, por tudo que aconteceu”, diz o texto. O clube também disse que sempre convida o torcedor “no intuito de incentivar e prestigiar o futsal feminino, para que o esporte tenha a visibilidade que merece nos cenários local, estadual, nacional e mundial”, mas que repudia todo e qualquer tipo de violência, “seja verbal ou física, contra qualquer atleta, do nosso time, adversário ou qualquer profissional que esteja participando da partida”.


O LEC reiterou o compromisso de “sempre melhorar o futsal feminino” para que torcedores e famílias possam comparecer em segurança aos jogos.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Londrina Futsal repudia violência em jogo; Liga promete punição
O clube afirma que respeitou todos os requisitos para realização da partida e que situação saiu do controle após invasão de quadra
Imagem
Em jogo tenso e com confusão no final, Londrina Futsal perde para o Cascavel
Em um jogo tenso e marcado pela confusão após o apito final, o Londrina Futsal perdeu por 3 a 2 na ida da semifinal da LFF (Liga Feminina de Futsal) nesta segunda-feira (23).
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade