Pesquisar

Canais

Serviços

Sem desistir

McLaren promete reta final intensa na F1

Agência Estado
24 out 2012 às 13:47
Publicidade
Publicidade

Apesar da queda de rendimento nas últimas etapas, a McLaren não vai jogar a toalha na briga pelos títulos de pilotos e Construtores na Fórmula 1, garantiu o diretor esportivo Sam Michael, nesta quarta-feira. Ele assegurou que a equipe vai se manter empenhada até a última corrida do ano, o Brasil, no fim de novembro.

"Vamos forçar até o fim", declarou Michael, ao negar que pretenda tirar o foco da temporada para concentrar energia na elaboração do modelo 2013 da McLaren. "Não é uma grande decisão manter o desenvolvimento do carro 2012. As regras na próxima temporada vão mudar pouco em comparação aos últimos anos. Então, boa parte do desenvolvimento será útil para 2013 também", justificou.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Além disso, argumenta o diretor, a McLaren ainda tem boas chances de vencer corridas neste ano, por causa da pouca diferença de rendimento entre as principais equipes. "O intervalo está muito pequeno, entre um ou dois décimos, que podem alterar a situação. Acredito que ainda podemos impor um desafio aos rivais nas últimas quatro corridas".

Leia mais:

Imagem de destaque
Tinha câncer

Morre O.J. Simpson, ex-jogador de futebol americano, aos 76 anos

Imagem de destaque
Excelente campanha em 2023

Londrina Futsal estreia em casa neste sábado contra o Pato Branco na Liga Feminina 2024

Imagem de destaque
Será em novembro

GP do Brasil tem ingressos vips esgotados 7 meses antes da corrida

Imagem de destaque
Hipismo

Competidor de Curitiba vence a categoria principal das provas de salto na ExpoLondrina

A McLaren, que chegou a liderar o campeonato, acabou caindo para o quarto lugar na tabela de pilotos, com Lewis Hamilton, por conta dos últimos resultados. Hamilton, que vai deixar a equipe no fim do ano, está a 62 pontos do líder Sebastian Vettel. A situação está um pouco mais complicada no Mundial de Construtores. A McLaren ocupa o terceiro posto, mas com desvantagem de 83 pontos para a Red Bull.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade