Pesquisar

Canais

Serviços

Desconversou

Rubinho evita falar sobre Williams

Agência Estado
13 out 2009 às 18:09
Publicidade
Publicidade

Ainda na luta pelo título da temporada de 2009 da Fórmula 1, Rubens Barrichello evitou falar sobre seus passos para o próximo ano. Nesta terça-feira, em São Paulo, ele desviou-se das perguntas sobre seu suposto acerto com a Williams, e preferiu voltar sua atenção para o trabalho que terá pela frente em Interlagos.

"Eu li tudo o que falaram e hoje me sinto muito honrado de ter sido procurado por outras equipes. Tem verdade nas conversas com a Brawn e a Williams, mas não tem nada assinado. Essas duas são as maiores chances que tenho para o ano que vem, então tenho de analisar. Agora é pensar no GP do Brasil", disse Barrichello que prevê uma disputa dura com a Red Bull em Interlagos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


"Temos uma situação equilibrada. Acho que essa pista dá uma boa performance e acho que aqui vai ser melhor, apesar da decepção de ter ficado muito atrás da Red Bull em Suzuka", disse Barrichello, referindo-se ao GP do Japão, quando terminou em sétimo lugar, logo à frente de Jenson Button - a vitória ficou o alemão Sebastian Vettel, que também briga pelo título.

Leia mais:

Imagem de destaque
Desafios da maternidade

Mães Olímpicas: atletas contam como conciliam filhos e carreira

Imagem de destaque
Em 12 de maio

Londrina vai receber o maior evento de fisiculturismo do mundo; veja como participar

Imagem de destaque
Corrida excepcional

Norris desbanca Verstappen, vence GP de Miami e conquista 1ª vitória na F-1

Imagem de destaque
Seca

Sem herdeiros campeões, Brasil vive jejum na F1 desde reinado de Senna


Além do desempenho dos carros, outro fator decisivo em Interlagos é a condição climática. Há previsão de chuva para a região do autódromo paulistano durante o fim de semana. Apesar de gostar de correr em pista molhada, Rubinho afirmou que torce por uma prova no seco.

"Pode ser que chova muito na sexta e no sábado e melhore no domingo, então temos de ver o que fazer. Eu adoro a chuva, ando bem. Acredito que o carro da Brawn é mais competitivo que a Red Bull, mas na chuva eles vão crescer muito. Por alguém que luta pela vitória, eu acho que o seco ficaria mais fácil por performance pura do carro", afirmou.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade