Pesquisar

Canais

Serviços

Dicas valiosas!

Veja a forma correta para congelar os alimentos sem perder seus nutrientes

- Reprodução
Redação Bonde
14 mar 2016 às 11:58
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Todos os anos cerca de 1,3 bilhões de toneladas de alimentos são desperdiçados em todo o mundo. Somente no Brasil o número chega em 26 milhões de toneladas, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO). Para tentar combater esse número, a melhor forma é optar pelo congelamento, pois ele aumenta a vida dos alimentos mantendo suas propriedades intactas.

Continua depois da publicidade

Em entrevista à revista Super Interessante, o nutrólogo José Alves Lara Neto, vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrição, explicou que o congelamento mantém o alimento mais próximo de seu estado natural.


De acordo com o Site Ciclo Vivo, quanto mais rápido for feito o congelamento, mais nutrientes serão preservados. Mas para que tudo ocorra da maneira correta, é importante seguir algumas dicas básicas. Confira abaixo:


1. Quais alimentos não devem ser congelados?


Folhas para serem consumidas cruas, como alface, agrião, escarola e rúcula perdem o sabor e a consistência. No entanto, as folhagens cozidas são ótimas opções para congelar. Caso semelhante é o das frutas. Quando forem servidas ao natural, não devem ser congeladas, mas se o intuito é usá-las para sucos, tortas, doces, entre outras coisas, é totalmente indicado. Queijos com pouca gordura, iogurtes caseiros, coalhadas, maioneses e cremes à base de amido de milho também não congelam bem.

Continua depois da publicidade


2. Congele apenas alimentos frescos e limpos


Quando você opta por alimentos recém colhidos, eles não perderão seus nutrientes.


3. Congelando verduras e legumes


Antes de coloca-las no recipiente que será levado ao freezer, o indicado é que eles sejam cozidos, escaldados em água quente com uma peneira ou no vapor. Para o resfriamento, eles devem passar em água fria e, logo depois, em água gelada. Só então, eles estarão prontos para serem congelados. Uma dica importante é não deixar que os alimentos cheguem ao ponto e consistência ideais para o consumo imediato após o cozimento. Pois, quando descongelados, eles continuarão o processo até serem servidos.


4. Escolhendo o recipiente


Para manter a qualidade dos alimentos, é essencial que eles estejam armazenados em um ambiente sem ou com pouco ar. Portanto, evite materiais porosos e que absorvam a umidade. O ideal é utilizar recipientes de vidro ou plástico que possam ser devidamente vedados. Não use embalagens de isopor ou papelão.


5. Organize-se


Antes de congelar qualquer alimento, planeje-se. Faça a separação de tudo o que será armazenado para uso posterior e evite misturar diferentes tipos de alimentos (carnes junto com vegetais, por exemplo). Guardá-los em quantidades pequenas também é recomendado, já que, após descongelados, não é indicado que eles sejam congelados novamente. Não deixe que os alimentos fiquem na geladeira por muito tempo antes de serem congelados. Quanto antes este processo for feito, melhor será a qualidade.


6. Prazo de validade


Os alimentos de origem vegetal podem permanecer congelados de três a doze meses. Quando cozidos ou refogados, porém, o ideal é consumi-los ainda no primeiro trimestre.


7. Cuidados

Nunca coloque os alimentos ainda quentes no congelador, pois, além de facilitar o armazenamento de água junto ao alimento, isso irá elevar o consumo do aparelho.
Mantenha sempre o freezer a -18ºC ou menos. (Fonte: Ciclo Vivo)


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade