Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Veja dicas de especialistas

Pneus em péssimas condições podem revelar problemas em outras partes do veículo

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
18 mar 2024 às 17:47
- Divulgação/Assessoria
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Os pneus precisam estar em boas condições de uso para garantir a segurança do condutor, passageiros e o bom desempenho do veículo. Há alguns sinais nos pneus que indicam que chegou o momento da troca, mas é preciso, além de substituí-los, também verificar se há algum problema no sistema de suspensão e direção. Por isso, Motoristas devem observar o estado e a forma como o pneu está se desgastando e requer muita atenção na hora da manutenção.


A Nakata lista alguns indícios que podem apontar para a necessidade de manutenção no sistema de suspensão e direção, como, desgaste escamado dos pneus é um sinal potencial de problema nos amortecedores ou molas. Quando esses componentes estão comprometidos, a roda bate constantemente com mais força no solo. Já o desgaste central pode ocorrer por calibração acima do recomendado, enquanto o desgaste das duas extremidades pode ser resultado da calibragem abaixo do especificado. A falta de alinhamento  também pode ser causa de desgaste dos pneus, de um único lado.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os pneus ruins de um carro revelam muito sobre a saúde da suspensão e do sistema de direção. A forma como se desgastam, indicam se tudo está em ordem ou não. São sinais claros de que molas, amortecedores ou alinhamento e balanceamento precisam ser realizados. Ou ainda um simples rodízio e calibração correta.

Leia mais:

Imagem de destaque
Segurança

Uber lança recurso que grava passageiro pelo app do motorista

Imagem de destaque
O que escolher?

Saiba se a gasolina aditivada é a melhor opção para pegar estrada

Imagem de destaque
Agora SPVAT

Deputados federais de Londrina discordam sobre retorno do DPVAT

Imagem de destaque
Entenda

Motociclista que transporta passageiros ganha entre 60% e 75% mais, diz pesquisa


A má notícia é que, quando os pneus deixam isso claro, é sinônimo de que o motorista também terá de trocá-los, além, claro, de consertar o problema de origem. Portanto, fica o alerta: não descuide da manutenção preventiva do automóvel, pois o prejuízo pode (e será) maior no futuro.

Publicidade


Imagem
Chegada de carro voador no Brasil esbarra em falta de lugar para pousar e decolar
À espera dos primeiros voos comerciais de carros voadores, especialistas e empresas do setor apontam desafios para o começo da operação no país.


Veja a Lista de alguns sinais que os pneus dão que indicam a necessidade de troca de amortecedores, molas, rodízio, calibração e alinhamento e balanceamento.


Mancha careca em um único ponto do pneu

Publicidade


Pode ser problema nos amortecedores e molas, que estão desgastados e a roda literalmente bate com mais força em um único ponto no solo, constantemente. É fácil de identificar pois o pneu fica careca mais rapidamente em uma pequena seção da banda de rodagem, como uma mancha.


Desgaste irregular

Publicidade


Na maioria das vezes, a causa é a falta do rodízio dos pneus, que escamam e podem causar ruídos elevados, a ponto de confundir o motorista com problema de rolamento. A solução é realizar o rodízio dos pneus a cada 10.000km, sempre em conjunto com alinhamento e balanceamento.


Escamação dos pneus

Publicidade


Tal como citado anteriormente, a falta de rodízio dos pneus pode causar escamação. Visualmente, é possível identificar a escamação pelo aspecto de dente de serra, um pouco pontiagudo. Pelo tato também é fácil identificar o problema, basta passar a mão pela banda de rodagem e sentir o serrilhado.


Desgaste de um único lado

Publicidade


A falta de alinhamento é, geralmente, a grande causa desse tipo de problema. A suspensão mal alinhada faz com que o pneu fique torto e em contato desigual com o chão.


Desgaste central

Publicidade


Ocorre quando os pneus estão com calibração acima do recomendado, o centro da banda de rodagem tende a se desgastar mais acentuadamente. Além disso, rodar com pneus muito cheios pode causar estouro, e também afetar o equilíbrio do veículo. Assim, atenção à calibragem.


Desgaste nos ombros


Pneus que rodam com calibração abaixo do recomendado tendem a se desgastar lateralmente, na região dos ombros, que unem a parte central à lateral do pneu. Outro motivo para este tipo de desgaste prematuro é o excesso de carga. Esse tipo de desgaste também é percebido em veículos de alta performance, que fazem curvas em velocidade muito alta.


Desgaste prematuro por velocidade


Sim, rodar em alta velocidade por muito tempo ocasiona desgaste prematuro dos pneus. Todos os pneus são concebidos para uma determinada velocidade máxima. Ao dirigir em velocidade superior à especificada, ou próximo do limite, a durabilidade dos pneus tendem a ser reduzidas, consideravelmente.


LEIA TAMBÉM:


Imagem
Isenção do IPVA para carros com mais de 20 anos de uso é aprovada pelo Senado
O Senado aprovou nesta quarta-feira (13) proposta de emenda constitucional, em dois turnos, que isenta veículos com mais de 20 anos do pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). O texto vai para análise da Câmara dos Deputado
Imagem
Conheça as quatro maiores rodas-gigantes do Brasil
O Brasil possuí quatro rodas-gigantes imponentes com uma altura considerada e que são parecidas com aquelas famosas de outros países, como a London Eye de Londres por exemplo. O Portal Bonde preparou uma lista com as 4 maiores rodas-gigantes.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade