Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade

O autoconhecimento nos impede de nos arriscarmos como aconteceu na entrega do Oscar em 2022, conclui psicóloga

Emily Müller
04 abr 2022 às 16:40
Psicóloga Camila Duarte - Psicóloga Camila Duarte
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

 Muitos traduziram o ocorrido entre Will Smith e Chris Rock- Will Smith deu um tapa no rosto de Chris para supostamente defender a esposa Jada Smith da piada que Chris fez com a condição capilar da atriz que está careca por conta da doença autoimune alopecia, durante a transmissão ao vivo do Óscar no dia 27 de março- como uma situação icônica, inesperada e que deveria ser analisada sob diferentes ângulos. E mesmo após uma semana do ocorrido, o assunto continua sendo tema de diferentes discussões!


 Muitas pessoas abordaram o conflito com certa identificação, afirmando que o ator Will Smith estava “apenas defendendo” sua esposa. Já outras pessoas acreditaram que ele por ser ator e comediante, deveria ter reagido de forma menos emocional. Alguns internautas destacam também que a cena mostrou diferentes tipos de violência: agressão física a Chris Rock e desrespeito pelos atores que estavam no evento para concorrer às premiações da noite. Tem ainda, a teoria de que toda a cena foi uma ação planejada em prol de uma farmacêutica que lançou há poucas semanas um medicamento para a doença alopecia...

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

 De fato, a doença alopecia, antes pouco abordada, passou a ser assunto em diferentes frentes, passou a ser um dos assuntos mais pesquisados no google, e certas farmacêuticas tiveram ações hipervalorizadas após o ocorrido. Porém, o Bela Manchete queria ir a fundo nas emoções e reações que o caso gerou na sociedade, com isso, conversou com a psicóloga e analista comportamental, Camila Duarte.

Leia mais:

Imagem de destaque

Passo a passo para construir sua Imagem Profissional levando em conta sua personalidade!

Imagem de destaque

Economizar tempo na makeup diária e "acordar quase pronta" é possível com a técnica de beleza: extensão de cílios

Imagem de destaque

Saiba como não se sentir triste ou sozinho(a) no Dia dos Namorados quando se está solteiro (a)!

Imagem de destaque
BELA MANCHETE

O Dia dos Namorados está aí! Dicas de PRESENTES ULTRA CRIATIVOS E DESCOMPLICADOS!

“Independente se ocorreu por estratégia de marketing ou se foi uma situação real, vimos comportamentos reais acontecendo- presenciamos um tapa, uma agressão-, pois infelizmente é comum em nossa sociedade presenciarmos momentos assim, de agressão física e verbal”, salienta a psicóloga Camila , logo no início de nossa conversa.

Publicidade

 De acordo com Duarte, vivemos em uma sociedade em que olhamos mais para o outro, por isso, o caso ganhou tamanha proporção. “ Temos que analisar o contexto do ambiente, era uma premiação, onde nunca havia ocorrido uma situação parecida. As expectativas eram outras, o ato de Wil Smith foi algo inesperado. Essa surpresa de todos é comum, ainda mais por estarmos falando de pessoas importantes e famosas, mostrando mais uma vez que independente de qual espaço ocupam da sociedade, todos sentimos”.

Perguntamos à Camila ainda sobre o comportamento também do comediante que fez a piada com uma condição de saúde, no caso Chris Rock. “ Essa confusão serve para analisarmos como algumas pessoas acabam confundindo ter liberdade com invadir o espaço do outro. E quando nos sentirmos invadidos, podemos e devemos estabelecer limites, mas a agressividade nunca é a melhor solução, já que ela criará ainda mais problemas. Todo comportamento gera uma consequência... Devemos, sim, buscar compreender nossos sentimentos acima de tudo”.

Publicidade

 

Por fim, pedimos à psicóloga Camila Duarte que abordasse algumas possíveis dicas para as pessoas que se consideram reativas ou emotivas demais. “Entender que vamos passar por situações difíceis em nossas vidas é necessário. Por isso, adquirir autoconhecimento para poder identificar a melhor maneira de superar e resolver problemas que vão surgindo é a escolha mais eficiente ao longo de nosso amadurecimento”. Camila sugere ainda, que criemos até repertórios quando dormos lidar com situações muito emocionais ou que nos geram grande ansiedade. “É preciso cada vez mais olhar para si mesmo, criar repertórios de diálogo, aprender a solucionar problemas de maneira saudável e encontrar ferramentas que te auxiliem em momentos de desconfortos, que te deixam "a flor da pele". Sendo assim, aprender sobre seus sentimentos e obter autoconhecimento diário podem te ajudar e muito em diferentes áreas da sua vida, tanto nos relacionamentos interpessoais como na vida profissional”!

Publicidade


E você, acredita que tem lidado bem com os desafios da sua própria vida? Acredita que sabe estabelecer limites em suas relações?


Nos conte o que achou da matéria e sugira o assunto que quer ver por aqui, por meio de nosso instagram @belamanchete .

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade