Pesquisar

Canais

Serviços

Freepik
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Segundo Procon

Preço médio do litro de etanol em Londrina, R$ 5,37, está acima da média nacional

Redação Bonde com N.Com
11 nov 2021 às 14:43
Continua depois da publicidade

O Procon-LD (Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Londrina) fez, no dia 3 de novembro, mais uma pesquisa de preços de combustíveis na cidade. Ela apontou um aumento grande no preço do etanol, em comparação com a última pesquisa do órgão, realizada no dia 29 de setembro, inclusive em relação à média nacional.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Foram consultados 95 estabelecimentos, dos quais 15 se recusaram a passar informações e 23 não possuem contato ativo ou não responderam. Com isso, a média baseou-se em 57 postos de combustíveis, que apresentaram as informações solicitadas pelo órgão. 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


A pesquisa apontou que o valor médio do litro etanol foi de R$ 5,37, correspondendo a um aumento de R$ 0,58 (10,86%), quando comparado à pesquisa anterior. O valor mínimo cobrado foi de R$ 4,99 (8,02% de variação) e o máximo de R$ 6,99, ou seja, uma variação de 22,76%.


No Brasil, a média do preço do etanol, entre o período de 31 de outubro a 6 de novembro, foi de R$ 5,29, apontando uma variação de R$ 0,56 (10,54%) em relação à média apresentada no período de 26 de setembro a 2 de outubro. O preço mínimo constatado no país, na última pesquisa, foi de R$ 4,10, com R$ 0,20 de diferença (4,88%), e o máximo foi de R$ 7,90, com R$ 0,70 (8,86%).


Por outro lado, a pesquisa do Procon-LD demonstrou que o valor médio do litro da gasolina comum em Londrina está abaixo da média nacional. No município, o preço médio foi de R$ 6,51, correspondendo a um aumento de R$ 0,58 (8,84%) com relação à pesquisa anterior. O preço mínimo ficou em R$ 6,25, com R$ 0,49 de variação (7,84%), e o máximo de R$ 7,29, mostrando um aumento de R$ 0,69 no litro (9,48%).

Continua depois da publicidade


A média do preço nacional da gasolina foi de R$ 6,71, entre 31 de outubro a 6 de novembro, o que significa uma variação de R$ 0,62 (9,21%) em relação à média apresentada de 26 de setembro a 2 de outubro. O preço mínimo do produto no Brasil, no último período consultado, foi de R$ 5,30, com R$ 0,15 de variação (2,79%) e o máximo de R$ 8,00, o que representa uma diferença de R$ 0,83 (10,40%).


O presidente do Procon-LD, Thiago Mota, informou que o órgão vai notificar 14 postos de combustíveis, a partir desta quinta-feira (11), onde foram encontradas possíveis irregularidades. A intenção é que sejam apresentadas as notas ficais de compra e venda, a fim de verificar se houve ou não abuso nos preços. 


Os estabelecimentos terão cinco dias para apresentar a documentação, a contar do recebimento da notificação. “Nosso foco principal foi no etanol devido à constatação de um aumento muito grande no preço do produto em relação à média nacional”, contou.


A pesquisa completa pode ser consultada no site do Procon, no setor de Pesquisas de Preços. O Procon está situado na Rua Piauí, nº 1.117, região central de Londrina. Os atendimentos à população são feitos de segunda a sexta-feira, das 9 às 15 horas, presencialmente, pelo e-mail [email protected], ou pelos telefones (43) 3372-4823, 3372-4824 e 3372-4825. O órgão também tem uma página no Facebook e Instagram (@procon.londrina), onde também é possível tirar dúvidas.

Continue lendo