Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Instalação sobre outros pisos

Dicas sobre instalação de piso vinílico sobre cerâmica e porcelanato

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
10 jun 2021 às 15:57
Continua depois da publicidade

Composto de PVC, cargas minerais, plastificantes, pigmentos e aditivos, o piso vinílico é um revestimento leve e flexível que, quando comparado com as cerâmicas e outros pisos frios, destaca-se pelo conforto e pela praticidade.

Continua depois da publicidade


Ele agrega aos ambientes internos muito mais do que o visual aconchegante da madeira: entrega também conforto térmico, excelente acústica e experiências táteis mais agradáveis.

Continua depois da publicidade


Além dessas vantagens, a instalação é um dos fatores que mais o diferencia dos outros materiais. No caso do porcelanato e da cerâmica, por exemplo, após o assentamento das peças no contrapiso, é necessário aguardar por pelo menos 72 horas para iniciar a etapa de rejunte, que também exige mais três dias para secar.


Já o vinílico pode ficar pronto para uso em até dois dias e apresenta uma aplicação prática e limpa, sendo possível até mesmo a instalação sobre a cerâmica e outros tipos de piso – excelente alternativa para quem deseja renovar a casa, mas prefere evitar o quebra-quebra e a sujeira associadas às reformas.

Continua depois da publicidade


Líder mundial em pisos vinílicos, a Tarkett lista abaixo três pontos que devem ser levados em conta na hora de instalar piso vinílico sobre cerâmica:


Conheça as características do piso vinílico


O piso vinílico pode ser instalado sobre diversas superfícies além do piso cerâmico, como cimento e pedras (mármores e granitos polidos). Antes disso, visando bons resultados, é importante conhecer bem as características do produto.


Além das diferenças entre formatos (placas, réguas e mantas), é importante também conhecer as opções em relação à instalação, já que o vinílico pode ser do tipo colado ou clicado.


Informe-se sobre a necessidade de usar massa autonivelante


Para que o resultado da instalação sobre outros revestimentos seja perfeito, é importante regularizar a superfície atual a fim de evitar que possíveis imperfeições possam ‘marcar’ o piso novo. A maneira mais rápida e eficiente de corrigir um contrapiso para receber o vinílico é aplicar a massa autonivelante, composto cimentício que forma uma camada sobre a superfície existente, deixando-a pronta para o piso novo.


Tanto nos vinílicos colados quanto nos clicados flexíveis, a utilização da massa autonivelante é obrigatória. Por outro lado, os pisos vinílicos do tipo clicado rígido dispensam o uso de massa de preparação, agilizando ainda mais a instalação.


No caso de cerâmicas e porcelanatos, é fundamental verificar as juntas entre placas: elas não podem ter mais do que 5 mm. Se estiverem fora desta margem, será preciso remover todo o piso antigo para então aplicar a camada autonivelante.


Não se esqueça de limpar o piso antigo


A limpeza do revestimento que será substituído também é importante. Antes de instalar o vinílico, é recomendado retirar restos de cola e tinta da superfície para evitar que o novo revestimento apresente marcas após a instalação.

Se houver trincas, recomenda-se apicoar o contrapiso e refazê-lo. Já para casos de desnível e ondulações de até 10 mm, o autonivelante resolverá o problema com secagem rápida em uma única camada, proporcionando excelente resistência mecânica e dispensando o lixamento da superfície.


Continue lendo