Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

A cabeça de Parreira

13 nov 2003 às 08:23
Continua depois da publicidade

Olá, amigos do Esporte! A seleção brasileira reúne-se para dois jogos dentro das eliminatórias sul-americanas. Mais uma oportunidade para conhecermos as intenções de Parreira, principalmente porque Roberto Carlos e Ronaldinho Gaúcho não jogarão.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Veremos nos jogos do Peru e em Curitiba, contra o Uruguai, quais as opções táticas para suprir estas ausências. Também poderemos observar se Emerson continuará sendo o titular absoluto, agora que tem as ''sombras'' de Juninho Pernambucano e Elano.

Continua depois da publicidade


Ao que tudo indica, Cacá deve ser o escolhido para o lugar de Ronaldinho. Será interessante ver o jovem que agora está no Milan, ao lado de Rivaldo que foi para o banco quando ele chegou na Itália. Na seleção eles poderão jogar juntos, coisa que não acontece no Milan. Qual técnico está certo? O da seleção brasileira ou o do Milan?


Coritiba - É certo que a torcida do Coritiba vai ficar muito frustrada caso o time não consiga a classificação para a Copa Libertadores da América do ano que vem. Principalmente porque a equipe figura entre os cinco primeiros há quase 30 rodadas e pode perder a posição na reta final.


Todos lembram com pesar e preocupação do Brasileirão do ano passado. O Coxa tinha quatro rodadas para garantir a classificação e desperdiçou pontos com times que estavam na lanterna. Foi eliminado e no lugar dele entrou o Santos, que acabou campeão.

Continua depois da publicidade


Apesar da preocupação, a torcida do Coritiba deve ainda sentir-se orgulhosa pois, apesar das carências do time, é o melhor do Paraná e já tem garantida a participação na Sul-Americana do ano que vem.


A campanha, pelas limitações técnicas do elenco, é ótima. Com a saída de Tcheco, o time perdeu o equilíbrio, o que levanta a pergunta: quanto vale uma Libertadores? Não seria melhor a diretoria ter garantido a permanência do jogador e a consequente vaga para a competição? Responda, mas sem esquecer que a equipe ainda tem grandes chances de se classificar entre os cinco.


Tubarão - O leitor Laerci da Silva Lima, de Londrina, tem acompanhado os bons jogos na decisão da segunda divisão e se pergunta se o Londrina teria time para fazer frente aos quatro finalistas, ou mesmo aos oito melhores classificados. Além disso, mostra-se preocupado com o clube que até agora não tem nenhum projeto para o ano que vem.


É, Laerci, o futebol tem cada vez menos espaço para amadores. É necessário ter planejamento a longo prazo e se isso já é difícil em frias empresas, imagine então em empreendimentos que têm na emoção um de seus elementos básicos.


Teliana - A tenista Teliana Pereira, pernambucana radicada no Paraná, deu um grande passo em sua ainda iniciante carreira. Ela que tem 15 anos, já disputa torneios de 18 anos, começa a entrar no circuito profissional e acaba de ser admitida pela Fundação Phill Collins. Não, ela não está mudando para uma carreira artística. Apesar de levar o nome do popstar, a fundação também apóia atletas com potencial, mas que não tem condições de sustento.

A partir de agora, Teliana terá pagas 50% das suas despesas com torneios internacionais. Além disso, poderá conviver com tenistas e ex-tenistas de sucesso. Um dos padrinhos dela será o francês Yanick Noah, que já foi primeiro do ranking mundial nos anos 80.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade