Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Futebol é para rico!

11 dez 2003 às 10:59
Continua depois da publicidade

Olá, amigos do Esporte! Os jornais estamparam nesta quarta-feira uma notícia afirmando que pessoas ligadas ao marketing esportivo e aos próprios clubes querem ''elitizar'' o futebol.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Para quem mora em Curitiba, isso não é novidade nenhuma. Aqui o futebol profissional já está elitizado há algum tempo. Desde a inauguração da Arena da Baixada, por exemplo, que o Atlético cobra R$ 15,00 o ingresso mais barato.

Continua depois da publicidade


O Coritiba também adotou este preço neste ano e a única concessão que fará será neste próximo jogo, o último e decisivo da temporada. Sem contar que o jogo da seleção brasileira contra o Uruguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo, teve o ingresso mais barato vendido a R$ 60,00.


Os marqueteiros esportivos alegam que a elitização deve ser um objetivo dos clubes porque uma torcida de maior poder aquisitivo pode gastar mais. Não se restringe apenas a pagar o ingresso, mas consome outros produtos dentro do estádio (comidas e bebidas) e fora dele (uniformes e brindes que podem ir desde um simples chaveirinho até relógios, celulares etc).


Os mais ricos podem ainda assinar revistas ou canais pagos dedicados ao seu clube. Aos pobres, resta o consolo de escutar o jogo pelo radinho e ver os gols nos programas esportivos da televisão.

Continua depois da publicidade


Mas existem peculiaridades brasileiras para esta opção pelos mais ricos. Por exemplo, quando o Atlético adotou o ingresso de R$ 15,00, ele equivalia a US$ 15,00 pela paridade do real com o dólar, que existia na época.


Hoje, como todos sabem, houve uma desvalorização de 66%. Por isso, tanto a diretoria do Atlético quanto a do Coritiba, pensam em cobrar R$ 20,00 o ingresso para o Brasileirão do ano que vem.


Hoje, uma pessoa que vá a uma partida de futebol com um filho, gasta R$ 30,00 só com ingresso básico. Se tomar cerveja(s), refrigerante(s) e comer qualquer coisa, acaba gastando R$ 50,00. No ano que vem, se houver mesmo o aumento, gastará perto de R$ 70,00. Sem contar estacionamento (já que o novo torcedor não anda de ônibus e tem seu carro próprio).


Se for a dois ou três jogos em um mês, terá gasto em 2004 cerca de R$ 140,00 ou R$ 210,00 por mês. Em um ano, serão entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil. Então, precisa elitizar ainda mais?


Sem PM - O Comando do Policiamento da Capital enviou ofício à Federação Paranaense de Futebol, ao Coritiba e ao Paraná Clube afirmando que devido à proximidade do Natal, que exige bastante do policiamento, não dará cobertura de segurança na partida entre Paraná Clube e Vitória.


Segundo o comandante da PM, coronel Nemésio Xavier Ferreira Filho, a PM não tem condições de dar segurança a dois jogos que serão realizados no mesmo horário, sábado às 18 horas, e optou pelo do Coritiba.


A CBF marcou os jogos que valem para classificação todos no mesmo horário de sábado. Os jogos que decidem os dois que vão cair para a segunda divisão, serão no domingo. O Paraná terá que colocar a mão no bolso e contratar segurança particular.

Juniores - O Coritiba iniciou o ano conquistando o título de campeão paranaense. Agora, está encerrando o ano com a conquista do título estadual de juniores, está na fase semifinal de Copa Sesquicentenário e prestes a voltar à Libertadores da América. Um ano praticamente perfeito, caso realmente conquiste a vaga no sábado.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade