Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Paraná é quarto no ranking do futebol

06 nov 2003 às 10:59
Continua depois da publicidade

Olá, amigos do esporte! Números são frios. Nada têm a ver com o sangue quente dos torcedores. Os números congelam um retrato parcial de qualquer coisa, a partir do que se faz muitas análises.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Os números no futebol, por exemplo, não consideram prováveis injustiças, pontos ganhos ou perdidos no ''Tapetão''. Os números não enxergaram que aquele time não merecia vencer. Também não viram aquele pênalti claro não marcado pelo árbitro, nem o bandeirinha que deixou de apontar um impedimento escandaloso no gol do time adversário.

Continua depois da publicidade


Eles permanecem lá, frios, a espera que alguém como este colunista vai fazer aqui olhe para eles e tire conclusões que nem sempre refletem a realidade, mas que servem para uma análise do resultado final. Na vida como no futebol, dois mais dois não são sempre cinco. Mas os números não mentem, apenas não sabem de tudo.


Pois olhando para a tabela de classificação tal qual ela se apresentava ontem à tarde, isto é, sem os jogos da noite, verificamos que já haviam sido jogadas 40 rodadas do Brasileirão. Isso significa quase 90% de todo o campeonato. E, pelos números, o estado do Paraná é o quarto melhor colocado pelo aproveitamento de seus times.


O estado melhor colocado é Minas Gerais, seguido por São Paulo. Graças a um ótimo segundo turno, Goiás ainda vem na frente do Paraná. O pior dos dez estados que têm times na primeira divisão é o Ceará. Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, vêm em sexto lugar, empatados, atrás de Santa Catarina.

Continua depois da publicidade


Como foram disputadas 40 rodadas, cada clube disputou 120 pontos. A partir daí dá para saber o índice de aproveitamento de cada clube e de cada estado. Minas Gerais, por exemplo, que têm Cruzeiro e Atlético Mineiro, tem um aproveitamento de 60,4%. São Paulo, com seis times (Santos, São Paulo, São Caetano, Guarani, Corinthians e Ponte Preta), tem um aproveitamento de 50%. Goiás, com o Goiás, aproveitou 49,1% dos pontos.


O Paraná aparece em quarto e Coritiba, Paraná Clube e Atlético, juntos, aproveitaram apenas 47,7% dos 360 pontos que disputaram. O Coritiba tem um aproveitamento de 68,3%, o Paraná Clube, 47,5%, e o Atlético, 41,66%.


Em quinto vem Santa Catarina, com dois times, Criciúma e Figueirense (45,4%). Em sexto, empatados com 40,2%, estão Rio de Janeiro (Flamengo, Vasco e Fluminense) e Rio Grande do Sul (Internacional, Juventude e Grêmio). Em oitavo, aparecem os baianos (Vitória e Bahia), com 38,3%. Em nono, o Pará do Paysandu, com 37,5%; e o Ceará, com o Fortaleza, em último, com 34%.


Olhando assim, é de se estranhar que Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul não estejam entre as cinco maiores forças do futebol brasileiro. Como estarão os números ao final das 46 rodadas?

Esporte e trabalho
Um dos maiores e mais importantes eventos esportivos do Paraná são os Jogos do Sesi que, no Paraná, estão na sua 17a edição. Esta competição envolve nada menos que 15 mil atletas-trabalhadores das indústrias paranaenses. Esta multidão vai se afunilando com o decorrer das etapas. Neste final de semana, em Maringá, acontecem as finais das nove modalidades disputadas e estarão competindo cerca de mil atletas. Os vencedores vão para a versão nacional, podendo chegar até a competições internacionais de trabalhadores nas indústrias.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade