Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação
CV Folha

Se o seu negócio ainda não é digital ele não está onde seus clientes procuram

CV Folha
16 ago 2021 às 18:20

A Agência Dream é uma empresa especializada em aplicativos, sites e sistemas online para gerenciar informações ou vender produtos.


Seus fundadores, Luiz de Paula e Rafael Cardonázio, acreditaram que o mundo virtual que se anunciava era irreversível e investiram trabalho, conhecimento e muita criatividade para tornarem a agência uma referência a todos aqueles que pretendiam ingressar e fortalecer os seus negócios no universo digital.


Com uma experiência de 14 anos no mercado, a agência estabeleceu muitas parcerias de sucesso, desenvolvendo projetos e inserindo seus clientes nas novas plataformas digitais.


A aposta do ramo tecnológico se mostrou assertiva e, hoje, é impossível se pensar numa relação de consumo que não passe pela utilização de aplicativos, sites e sistemas digitais.


Ciente dessa crescente demanda, a Dream desenvolveu a plataforma Gêniuz, que conta com projetos rápidos, modulados e muito fáceis de serem utilizados, dinamizando ainda mais o ingresso das empresas no mundo virtual e fomentando o sucesso nos negócios, deixando de lado as taxas e comissões que tanto afligem os empresários.


A plataforma conta também com um ambiente baseado em sistemas inteligentes e fornece dados para que as empresas que compreendam as necessidades e a forma de melhor suprir a experiência de uso de seus consumidores, garantindo a possibilidade de uma comunicação mais assertiva, maior retenção, fidelidade, colaboração e a execução de estratégias mais eficientes.


O fato é que a pandemia provocou mudanças em níveis estruturais não só no comportamento de compra online do consumidor, mas também no ecossistema natural de funcionamento de inúmeras empresas que precisaram se adaptar e ainda estão procurando o melhor caminho para fazê-lo.


O consumo online dos brasileiros aumentou e deve permanecer assim, mesmo depois do retorno à normalidade. Só no Brasil, cerca de 7 milhões de pessoas fizeram sua primeira compra online em 2021, segundo pesquisa da NeoTrust.


Mesmo com um volume relevante de lojas, ainda há muito espaço para o crescimento do segmento no País, uma vez que apenas 6,19% do varejo brasileiro faz vendas online. Em 2020, os e-commerces com faturamento de até R$ 250 mil ao ano correspondiam a 48,06%. Hoje, representam 52,73% do total.



Nos últimos 12 meses até julho, o comércio eletrônico brasileiro totalizou quase 1,59 milhão de lojas online, 22,05% a mais do os 12 meses anteriores. A variação indica que, no último ano, 789 novas lojas online foram criadas por dia no Brasil em média.

O ritmo de crescimento do e-commerce no País desde 2015 chega a uma taxa anualizada de 23,69%. Os dados são da 7ª edição da pesquisa "Perfil do E-Commerce Brasileiro", parceria do PayPal Brasil e da BigDataCorp.


Continue lendo