Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Centro de Queimados

Dois dos três feridos da explosão em Palotina internados no HU-UEL continuam intubados

Caroline Knup - Especial para o Portal Bonde
28 jul 2023 às 10:20
- Marcos Zanutto/Arquivo FOLHA
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Dois dos três feridos da explosão em um silo da cooperativa C.Vale em Palotina (Oeste do Paraná), na tarde desta quarta-feira (26), que foram transferidos para o HU (Hospital Universitário) da UEL (Universidade Estadual de Londrina) continuam intubados na manhã desta sexta-feira (28).


Os pacientes, de 22 e 52 anos, estão sedados e recebem tratamento na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no CTQ (Centro de Tratamento de Queimados).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O terceiro ferido, de 31 anos, apresenta um quadro estável e respira sem aparelhos. De acordo com o HU-UEL, o paciente tem queimaduras de segundo grau em várias regiões do corpo. Apesar disso, está consciente e recebe tratamento em um leito de enfermaria do CTQ.

Leia mais:

Imagem de destaque
0,03% não têm água

Censo 2022: 7,44% dos domicílios de Londrina ainda usam buraco ou fossa como esgotamento

Imagem de destaque
crime hediondo

PM de Londrina é condenado a 13 anos prisão por estupro de duas mulheres em situação de rua

Imagem de destaque
'Londrina de Braços Abertos'

Londrina terá história contada por livro que marcará os 90 anos do município

Imagem de destaque
MORADORES PREOCUPADOS

Lixo e mato alto tomam conta das ruas na Vila Brasil em Londrina


As seguidas explosões deixaram doze pessoas feridas. Desse total, uma morreu enquanto recebia atendimento médico em um hospital de Cascavel. Além disso, o incidente vitimou sete trabalhadores que morreram no local. Até o momento de publicação dessa reportagem, uma pessoa segue desaparecida.

Publicidade


Conforme informado pela PCPR (Polícia Civil do Paraná), dos oito mortos, sete eram de origem haitiana e tinham entre 27 e 55 anos de idade, e um era um brasileiro de 53 anos.


Imagem
Três feridos em explosão em Palotina são transferidos para a ala de queimados do HU-UEL
Três vítimas feridas no incidente ocorrido em um silo da C. Vale, em Palotina (Oeste), nesta quarta-feira (26), serão trata


INVESTIGAÇÕES

Publicidade


A PCPR abriu um inquérito para apurar as causas do incidente. Além disso, a Polícia Científica está utilizando um equipamento scanner 3D e um drone de grande resolução para auxiliar o levantamento pericial.


O Crea-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná) informou que, em breve, irá realizar uma fiscalização no local de armazenamento de grãos onde o incidente aconteceu. A previsão é que as atividades comecem nesta sexta-feira.

Publicidade


Segundo o Conselho, as tarefas só irão acontecer após a finalização do trabalho dos bombeiros. "O Crea-PR entende, que neste momento, o que deve ser priorizado é o trabalho de buscas por parte do Corpo de Bombeiros e que, após a conclusão, poderá seguir com ações que lhe cabem", afirma em nota.


Imagem
Crea-PR afirma que irá fiscalizar área da explosão na Cooperativa C.Vale
O Crea-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná) lamentou e se posicionou sobre a explosão em um armazém de grãos da Cooperativa C.Vale, em Palotina, no Oeste do Paraná.


POLÍTICOS PRESTAM SOLIDARIEDADE

Publicidade


O Prefeito de Palotina, Luiz Ernesto de Giacometti (PP), lamentou a explosão de silos na Cooperativa C.Vale localizada no município. Além disso, prefeitos de cidades da região colocaram os serviços à disposição de Palotina para a realização do primeiro atendimento.


O Governo do Paraná, por meio de nota, afirmou lamentar "profundamente o grave incidente ocorrido [...] em uma cooperativa na cidade de Palotina". 


O governador Ratinho Junior (PSD), que está em viagem oficial aos Estados Unidos, se posicionou sobre o caso. "O povo do Paraná é solidário aos familiares e amigos dessas vítimas que partiram enquanto estavam trabalhando", afirmou.


Darci Piana (PSD), governador em exercício, prestou apoio às vítimas e às suas famílias e afirmou que o Estado se compromete em auxiliar os afetados.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade