21/01/21
PUBLICIDADE
Lucio Flávio
Lucio Flávio
11/03/2020 - 15:49
Imprimir Comunicar erro mais opções
O Londrina ainda não sabe quem vai pagar a conta do futebol no Campeonato Brasileiro. E isso é terrível para o planejamento do clube. Quanto mais tempo passa sem uma definição, mais difícil será para ter um time competitivo a partir de maio.

Não há um prazo para a novela terminar. Nenhum novo encontro entre as partes foi agendado e isso comprova que um novo acordo entre os lados não será de fácil solução. A diferença dos pedidos é enorme. Como publicamos aqui, Malucelli quer R$ 350 mil/mensais de ajuda do clube. O LEC oferece R$ 140 mil. Se os parceiros não cederam, a parceria pode ficar ainda mais comprometida.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube


Não acredito que a parceria seja rompida antes do prazo final, em dezembro. Não é interessante para nenhuma das partes. Pelo lado comercial e econômico. A continuidade até o final do ano significa sobrevida para os dois lados, que continuam na busca de um novo investidor.

Se sair agora, o SM não tem o que fazer com o seu CT. Virará um elefante branco e não será vendido se não tiver o Londrina como contrapartida. Por outro lado, o LEC se consegue "vender" muito melhor se apresentar o CT como um ativo. Um depende do outro para encontrar interessados a partir de 2021.

Do ponto de vista econômico, ninguém consegue sobreviver sozinho até o final do ano. A SM não tem dinheiro para montar um time, minimamente capaz de evitar um novo rebaixamento, e o Londrina também não tem condições de tocar o futebol sozinho. Dinheiro o LEC até tem, mas falta gente interessada, disposta e capacitada para assumir a responsabilidade de comandar o futebol.

Então, meus amigos, se ficar o bicho pega e se correr o bicho come. A única alternativa para os dois é adequarem as suas pedidas, chegarem a um consenso e tocar o barco até o final do ano. Que a estrutura seja enxugada, que os valores sejam readequados e que o dinheiro seja investido totalmente no futebol e não em "acessórios". E que a meta esteja clara: evitar um novo rebaixamento.

Ao mesmo tempo, que as partes continuem trabalhando para encontrarem novos parceiros para 2021, porque a parceria SM/Londrina não tem mais condições de continuar a partir do próximo ano. Só que todas estas definições necessitam de urgência, sob o risco do Londrina chegar no fim do ano no mesmo patamar de 2014.
COMENTÁRIOS
Parece idiota
Banda B, 6 de abril de 2020 - "...londrinense acha que o Londrina é o melhor time do mundo e acredita que o clube é do mesmo tamanho que Athletico, Coritiba e Paraná. Não é e dificilmente será um dia. O futebol hoje precisa de um rendimento do sócio-torcedor, senão você não consegue manter. Nós vendemos nossos cinco melhores jogadores e caímos demais, porque a reposição não foi a mesma, aí o time caiu para a Série C”, revelou. Sérgio Malucelli também revelou que irá vender o imóvel em que se encontra o Centro de Treinamentos usado atualmente pelo Londrina. "Vou colocar à venda, infelizmente. O Londrina até me pediu para alugar, mas não vou fazer isso. Se alugar, você sabe que vai deteriorar em um ano ou dois e ninguém cuida como a gente cuida. Prefiro colocar à venda”, acrescentou.” É isso, ele vende, lucra, chama a gente de ingrato e destruidor de patrimônio. Enfia a viola no...
(3) - 06/04/20 14:36:53
Que coisa
Escuta que coisa é essa? Time tem que comprar o mando do seu jogo em casa? Time tem que investir dinheiro no time do investidor? O que justamente iria investir dinheiro no time que pediu para gerir? É um trapalhão este Sérgio Maluqueti. Vai embora e leva o time de Série D.
(6) - 14/03/20 19:06:43
Afundou, tem que ir ao fundo
E a DAZN vai transmitir ou não os jogos do Tubarão? Enquanto isso o Londrina tem que aguentar o Malucelli e seu CT. Não pode comprar e ninguém quer comprar sem a marca Londrina e seu ranking nacional. Um negócio às avessas. Por que Malucelli não faz um playground e churrasqueiras, tipo Termas de Londrina. Bem a cara dele. Vai embora Malucelli e leva os filhos do Finger e o Marcelo Lipatin.
(10) - 12/03/20 01:19:49
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social/Jornalismo. Repórter da Rádio Paiquerê AM desde 1997 e da Folha de Londrina desde 2012. Participa de coberturas esportivas nacionais e internacionais



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
 
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados