Pesquisar

Canais

Serviços

iStock
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Espaço para brincar

Pet places, 'playgrounds' para animais, viram tendência em condomínios

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
03 nov 2021 às 15:55
Continua depois da publicidade

Os animais de estimação se proliferam nos lares brasileiros. De acordo com uma estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), já são quase 140 milhões de animais de estimação no país, superando até o número de crianças nas residências do país. Para dar conta da demanda de atividades para esses bichanos, muitos condomínios aderiram ao pet place.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O pet place é como se fosse um playground para os animais de estimação, principalmente os cachorros. Nesses espaços, há uma área para os pets brincarem, com equipamentos como circuitos de agilidade e brinquedos. Também oferece-se bebedouro com água e local para que o cão faça suas necessidades.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


As construtoras estão investindo cada vez mais nesse mercado. A área de lazer para os bichos já se tornou frequente em diversos empreendimentos. Com a falta de praças e parques de fácil acesso para a maioria, os pet places se tornam essenciais para a rotina e o bem-estar dos animais.


Além do espaço para brincar, muitas construtoras também estão incluindo um anexo para tratar da higiene dos animais de estimação. Lá, é possível dar banho ou até limpar o animal depois de um passeio. No local, há tanques para o banho, chuveirinho e espaço para a secagem do animal.


Desde cães pequenos como um poodle ou maltês, ou de porte grande, como um husky siberiano ou golden retriever, os animais de estimação precisam de espaço para se exercitar, e os apartamentos muitas vezes não comportam esse tipo de atividade.  Durante a pandemia e o isolamento social, muitos donos de pet se viram tendo de manter o animal em casa por mais tempo, e o pet place se transformou em uma solução viável.

Continua depois da publicidade


Enquanto se deslocar para espaços públicos pode ser desgastante, ter um espaço a poucos passos de distância incentiva o seu uso frequente. O cão também pode ter mais liberdade para correr livremente nesses espaços. Ao invés de ir para um passeio na rua com coleira, que restringe os movimentos do animal, os donos podem deixar o seu pet se movimentar e brincar à vontade nos pet places.


Com tantos animais de estimação, iniciativas públicas também deveriam investir em pet places para todos. Enquanto poucos condomínios contêm essa praticidade somente para os moradores, pet places públicos nos bairros proporcionariam espaços para quem não tem essa possibilidade. Ainda são poucos os espaços do tipo, mas tendem a conquistar novas possibilidades.

Continue lendo