28/09/20
°/°
PUBLICIDADE
Lucio Flávio
Lucio Flávio
17/09/2020 - 21:13
Imprimir Comunicar erro mais opções
O futebol não agradou, mas valeu por mais uma vitória. O Londrina ganhou no sufoco do São José por 1 a 0 e chegou a sua terceira vitória consecutiva no estádio do Café. O gol saiu aos 44 minutos do segundo tempo depois que Danilo sofreu pênalti e Adenílson cobrou bem para deixar o LEC no G4, com 11 pontos.

O LEC até começou bem com a velocidade de Victor Daniel e Igor Paixão. Mas o time logo não conseguiu sair mais da marcação do São José e criou pouco. Com Adenílson e Matheus Bianqui discretos, o Alviceleste quase não chegou.

A única finalização na direção do gol foi de Victor Daniel, aos 35 minutos do primeiro tempo. Vitinho foi o que mais tentou e incomodou a defesa adversária.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube


Apesar das cinco alterações no segundo tempo, o time caiu ainda mais de produção e viu o São José ser melhor em campo. O centroavante Gonzalo perdeu a melhor chance ao finalizar para fora de dentro da pequena área.

Se faltou bola, não faltou vontade, disposição e o LEC acreditou até o fim. E na série C isso as vezes vale muito. Outro ponto importante da vitória foi a força que o time está mostrando no Café. São dez pontos conquistados em quatro jogos. Ganhar em casa é fundamental nesta competição.

Ao torcedor, não adianta esperar grandes atuações e jogos agradáveis. Raramente isso vai acontecer. Então comemore mais uma vitória, a entrada no G4 e torça para que o time melhore para o sofrimento não ser tão grande.
05/09/2020 - 17:25
Imprimir Comunicar erro mais opções
Gustavo Oliveira/LEC
Gustavo Oliveira/LEC


Um dos jogadores mais contestados e cobrados pela torcida, o zagueiro Marcondes garantiu a vitória do Londrina por 1 a 0 sobre o São Bento, na tarde de sábado (5), no estádio do Café, e colocou o time pela primeira vez no G4 da série C, com oito pontos.

O primeiro tempo foi quente só fora de campo. Com muito sol e uma temperatura de 33º graus, o jogo foi morno nas quatro linhas.

O LEC foi muito lento e preguiçoso e ficou atado na marcação do São Bento. Na prática houve uma boa chance para cada lado. Ruan pegou de primeira e obrigou Dalton a fazer grande defesa. Pelo Alviceleste, Fábio Matos finalizou perigosamente e Lucas Macanhan defendeu.

Alemão fez três alterações no intervalo - entraram Bidia, Igor Paixão e Victor Daniel - e o time voltou com mais força ofensiva e conseguiu pressionar mais o adversário.

Apesar de não ter sido brilhante como na esteia, Adenílson mostrou mais uma vez muita qualidade na bola parada. No primeiro tempo, o camisa 10 cobrou quatro escanteios seguidos com muito perigo.

E foi assim que saiu o gol salvador aos 26 minutos. Adenílson cobrou da esquerda, o zagueiro Jeferson cabeceou e obrigou o goleiro paulista a fazer grande defesa. No rebate, seu companheiro de zaga, Marcondes estufou as redes do rival. Segundo gol de Marcondes na série C. O zagueiro é o artilheiro do time ao lado de Júnior Pirambu.

A atuação no foi brilhante, longe disso. Até por isso, o Londrina sofreu uma grande pressão no final e sofreu para segurar a vitória. Mas o mais importante foi a garantia dos três pontos e uma segunda vitória seguida no Café, o que dá mais confiança para o time para a sequência da série C.
31/08/2020 - 15:42
Imprimir Comunicar erro mais opções
Herói da primeira vitória do Londrina na série C, o centroavante Junior Pirambu esteve próximo de deixar o LEC nos últimos dias. O Brusque, de onde o
Alviceleste trouxe o jogador em 2019, procurou o Tubarão em uma tentativa de levar o atacante de volta para Santa Catarina.

O Brusque é um dos adversários do LEC no grupo B do Brasileiro. O Londrina não quis abrir negociação por entender a importância de manter o centroavante no seu elenco. Pirambu marcou os dois gols do LEC na vitória de domingo (30) por 2 a 0 sobre o Boa Esporte.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube


No entanto, a informação que veio do Brusque é que o negócio só não ocorreu com o LEC em razão de uma proposta que o atacante tem para jogar fora do país. Procurado pelo Blog, o gestor Sérgio Malucelli, negou qualquer negociação. "Não tem nada concreto. São apenas sondagens".

O empresário do jogador, Genivaldo dos Santos, confirmou que um clube dos Emirados Árabes tem interesse em contratar o centroavante. "Uma carta de intenções deve chegar nos próximos dias. A oferta é para um contrato de quatro anos com o jogador e a negociação pode chegar a US$ 2 milhões", afirmou o proprietário da Gênio Sport. Pirambu tem contrato até 2021 com o LEC, que detém 100% dos seus direitos econômicos.

A agência tem bom trâmite no CT da SM Sports e administra a carreira de vários jogadores que integram o elenco do LEC nesta série C. Além de Pirambu, a empresa agencia os meias Adenílson e Caíque Valdívia, o volante Chicão Amorim e o atacante Edrean.
30/08/2020 - 17:38
Imprimir Comunicar erro mais opções
Bastaram 45 minutos para Adenílson confirmar toda a badalação em torno da sua contratação. O meia estreou com a camisa do Londrina e entrou no intervalo para ser o dono do jogo na vitória por 2 a 0 sobre o Boa Esporte, a primeira do Tubarão na série C.

Adenílson deixou duas vezes Júnior Pirambu na cara do gol e o centroavante não desperdiçou. Bastante criticado o atacante mostrou que pode ser o dono da camisa 9 se tiver alguém para municiá-lo. O jogo no estádio do Café mostrou que pode estar
nascendo uma boa dupla alviceleste no Brasileiro. O arco e a flecha.

O técnico Alemão foi ousado ao colocar Adenílson no lugar do capitão Escobar e voltar para o segundo tempo sem nenhum volante de ofício. Foi recompensado. Depois de um primeiro tempo de domínio de jogo, mas sem força ofensiva, o LEC foi muito mais vertical e objetivo no tempo final.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube - Adenílson estreou no Londrina e foi o nome do jogo na vitória contra o Boa
Adenílson estreou no Londrina e foi o nome do jogo na vitória contra o Boa


Adenílson entrou com liberdade e se movimentou por todos os setores do meio-campo. Logo na primeira bola arriscou para o gol. No lance seguinte, fez um lindo passe na diagonal para Pirambu, que invadiu a área pela lado direito e bateu no canto esquerdo do goleiro Renan Rocha.

Na segunda assistência, Adenílson estava na meia-esquerda e achou o camisa entre os zagueiros. Pirambu ainda teve tranquilidade para driblar o goleiro e fechar o placar.

Foram só 45 minutos, mas Adenílson mostrou qualidade e foi um meia que o torcedor do Londrina não via há muito tempo. Tem tudo para repetir o que fez no Paranaense e ser o grande jogador do LEC na série C.

Londrina quebra uma sequência de nove jogos em vencer, vai a cinco pontos, se distancia da zona de rebaixamento e ganha confiança para mais dois jogos seguidos no estádio do Café.
23/08/2020 - 14:52
Imprimir Comunicar erro mais opções
Gustavo Oliveira/LEC
Gustavo Oliveira/LEC


O Londrina evoluiu e foi melhor do que nas duas primeiras rodadas. O Tubarão teve chances para ganhar em Itu, mas no fim o 1 a 1 foi justo pela queda de rendimento no segundo tempo. No fim, o que fica é o resultado. E o empate deixa o LEC entre os últimos do grupo após três jogos. Já são nove jogos sem vencer na temporada.

Nos 45 minutos iniciais o Londrina se portou bem e criou três boas chances de gol, a melhor delas com Júnior Pirambu, que parou nas mãos do goleiro Edson. No lado defensivo, o time correu poucos riscos e o Ituano só incomodou no minutos finais com um cabeceio no travessão do centroavante Gabriel Taliari.

O lado direito funcionou bem com Pastor e Fabio Matos. Na esquerda, Alan Cardoso fez uma estreia razoável e melhorou no segundo tempo. Pode evoluir com o passar dos jogos. Victor Daniel, outra novidade no time, fez jogo discreto.

No segundo tempo, o Ituano voltou melhor e o Londrina chegou pouco ao ataque. Na primeira vez que foi a frente, o Alviceleste abriu o placar.

Pastor finalizou de longe e o goleiro Edson defendeu em dois tempos. O LEC pressionou na saída de bola e Matheus Bianqui pegou no campo ofensivo. Driblou o marcador e deu um biquinho no canto direito do time paulista, aos 21 minutos.

O técnico Alemão fez mais quatro alterações - Bianqui havia entrado no primeiro tempo no lugar do machucado Marcel - e as entradas de Chicão Amorim, Vagner, Uelber e Igor Paixão não surtiram efeito positivo.

O Ituano foi ganhando campo e incomodava nas bolas paradas sempre cobradas pelo veterano Correa. Em uma delas, aos 32, o volante, ex-Palmeiras, cruzou da direita, a zaga falhou, o goleiro Dalton não saiu do gol e Chicão Amorim marcou contra o gol de empate.

O time paulista cresceu de produção e pressionou nos minutos finais. O Londrina já não tinha mais forças ofensivas e acabou se contentando com o ponto conquistado. O futebol melhorou, mas não o suficiente para vencer. E, por isso, o desempenho na série C continua preocupante.
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social/Jornalismo. Repórter da Rádio Paiquerê AM desde 1997 e da Folha de Londrina desde 2012. Participa de coberturas esportivas nacionais e internacionais



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
 
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados