09/12/19
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Larissa Calsavara
Larissa Calsavara
14/09/2018 - 09:09
Imprimir Comunicar erro mais opções



Hoje, que celebramos a Exaltação da Santa Cruz, percebi a necessidade de um aprofundamento maior na explicação desta festa cristã. Com ajuda do Delci vamos entender o que a Cruz Sagrada representa, de fato, nos mistérios de nossa fé.



"O dia 14 de setembro, no calendário litúrgico da Igreja Católica e também de outras igrejas, incluindo a Igreja Ortodoxa, é celebrada a Festa da Exaltação da Santa Cruz. Pode parecer estranho que a Igreja dedique um dia para se lembrar do terrível instrumento de tortura que foi imposto a nosso Senhor Jesus Cristo: a madeira infame em que ele foi morto injustamente". Acesse para saber mais!


Sacratour Turismo
Sacratour Turismo

Enquanto isso, me lembrei de uma experiência pessoal que tive em um país que nunca havia visitado, uma visita não programada, mas muito especial e acompanhada de minha irmã e dos padres Romão e Manoel.



Há exatos dois anos tive a oportunidade de passar pela Etiópia, um país muito pobre e muito religioso. Visitamos Addis Ababa que celebrava a Exaltação da Santa Cruz naquele mesmo dia, data do achado da Santa Cruz por Santa Helena.


Sacratour Turismo
Sacratour Turismo

Em vários pontos da cidade haviam cruzes feitas de palha, construídas para se atear fogo ao fim do dia, como uma espécie de sinal às visões de Santa Helena ao encontrar a Cruz do Senhor, dada como perdida.


Sacratour Turismo
Sacratour Turismo

Estar em Addis Ababa fez crescer a minha espiritualidade e passei a admirar a cruz ao invés de enxergar apenas a dor que ela representa. Que possamos nos apoiar na Cruz Sagrada. Ela é morte, mas também é vida!


Sacratour Turismo
Sacratour Turismo

#Peregrinação #ExaltaçãodaSantaCruz #Cruz #Etiópia #SantaHelena #AdisAbaba

12/09/2018 - 11:28
Imprimir Comunicar erro mais opções




Hoje acordei inspirada a falar de um Santuário que, para muitos peregrinos, ainda é novo. Nossa Senhora de Medjugorje fica na Bósnia e tive a honra de passar por este Santuário algumas vezes. O Décio peregrinou em grupo neste santuário ano passado e hoje vai me ajudar falando um pouquinho do que viveu por lá.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

"Tive uma bela experiência de fé em Medjugorje. Logo na chegada foi fácil perceber que estávamos em um local cheio de graça e envolvidos em uma espiritualidade peculiar", recorda-se.



Ao pensarmos sobre a aparição de Nossa Senhora em Medjugorje em 1981, pudemos refletir sobre as necessidades de cada povo por onde a Virgem Maria passou. "Percebia-se que nesta cidadezinha vivia um povo sedento por Deus. E eles sentiram que uma forma de se aproximar de Deus era ir ao encontro da mãe de Jesus", relatou Décio.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

"Vimos, logo ao chegar naquele Santuário, algo diferente do que encontramos nos demais: a presença maciça de jovens em devoção à Maria. Ao subir ao Monte das Aparições, comprovamos o grande número de jovens participando da escalada sem medir dificuldades, fazendo parte das orações ao redor da imagem da Santa", conta Décio.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra


Esta constatação foi revigorante. Os jovens são o futuro de nossa igreja. Que Nossa Senhora de Medjugorje seja nossa inspiração, Rainha da Paz que inspira jovens na busca da santidade e possibilita, por seu intermédio, nosso encontro com o Sagrado.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

#Medjugorje #Peregrinação #SantuáriosMarianos #NossaSenhoradeMedjugorje

10/09/2018 - 12:50
Imprimir Comunicar erro mais opções




Já devo ter comentado aqui que no mês de agosto tive ótimas experiências que me fizeram crescer, peregrinando santuários marianos Europeus. A Cristiane, que realizou sua segunda peregrinação em meu grupo, fez questão de partilhar conosco suas vivências, principalmente em Lourdes e Ávila.


Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

"Lourdes foi como realizar um sonho. Desde criança ouvi falar deste santuário e lá pude observar muitas pessoas vivendo a fé. E eu também estava lá com o mesmo objetivo", salientou Cristiane. Arrisco-me em dizer que Lourdes é o sonho de todos os devotos de Nossa Senhora. A muito o que se ver e, principalmente, sentir neste santuário.



Cristiane comentou sobre nossa visita não programada à Ávila. "Foi diferente viver esta experiência. Sempre leio e estudo sobre a vida de Santa Teresa de Ávila, mas estar lá, na cidade que onde ela nasceu e viveu, foi revigorante", destacou.


Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

"Em grupo compartilhamos desafios como num retiro, vivendo em comunidade, partilhando e crescendo juntos. Eu não conhecia minhas companheiras de quarto em nenhuma das duas peregrinações que fiz. E esses encontros propiciaram muitos ganhos. Aprendemos uma com a outra a cada dia, partilhando dos mesmos objetivos", afirmou Cristiane.



A peregrinação só é completa quando nos abrimos não apenas para viver nossa espiritualidade em cada lugar, mas para nos colocamos à disposição, verdadeiramente interessados com as partilhas da vida de cada um de nossos companheiros. Assim, é muito mais fácil estar em sintonia com o Sagrado.


Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

#Peregrinação #SantuáriosMarianos #Lourdes #Ávila

07/09/2018 - 09:00
Imprimir Comunicar erro mais opções




O dia 07 de setembro, além do contexto histórico para o Brasil, nos leva a refletir sobre os principais valores que carregamos acerca de nossa cultura e fé, tendo em vista nossa padroeira Nossa Senhora Aparecida. Por isso, escolhi falar um pouco da importância da Mãe de nosso Brasil.



Para falar de Nossa Senhora contei com a grande ajuda de Carmosina e Albacy. Ambas viajaram recentemente para o Santuário de Nossa Senhora Aparecida e vão partilhar conosco suas experiências de fé e suas expectativas para o futuro de nosso país.



"A basílica de Nossa Senhora Aparecida é um marco na história do Brasil com Maria. Diante da escassez de peixes, aqueles pescadores uniram-se em busca de um milagre e, mesmo jogando as redes por várias vezes sem sucesso, não desistiram e foram exaltados mais tarde, encontrando a cabeça e o corpo da santa brasileira", relembrou Albacy.



Carmosina emocionou-se ao dizer como Nossa Senhora sempre se fez presente em sua vida. E é incrível como, às vezes, só percebemos isso após anos de cuidado da mãe. "Em 2016 fui há Lourdes. À princípio não poderia ir porque minha saúde estava fragilizada e não sabia. Porém, sentia a presença de Nossa Senhora Aparecida em todos os momentos como se me dissesse: Venha, pois eu estou contigo. Então percebi ali que não há distinção entre as nossas senhoras que encontramos pelo mundo", enfatizou.



E continuou: "A nossa terra é de santa cruz. O Brasil é o nosso pedacinho da terra santa. E, após essas experiências com peregrinações, entendemos que ninguém conquista o céu sozinho. Mas, unidos, através dos carismas que o Senhor nos deixou, conseguimos. Nessas eleições não há espaço para políticos que pensem apenas em si mesmos. Temos mania de dizer que o mundo é ruim ou está perdido quando, na verdade, este mundo que Deus criou é a melhor coisa que nos aconteceu. O mundo é bom e a terra onde Cristo derramou seu sangue é Santa", ensinou Carmosina.



São tantos erros e acertos que cometemos em nossas vidas que nos fazem crescer verdadeiramente. Que neste dia da comemoração da nossa Independência, possamos nos conscientizar sobre nossas responsabilidades com a sociedade, visando não apenas nossos próprios interesses, mas, sim o bem comum.

05/09/2018 - 11:04
Imprimir Comunicar erro mais opções




Hoje é dia de festa! Você já deve ter ouvido falar de Madre Teresa de Calcutá, missionária que dedicou sua vida ao próximo e, sobretudo, à Deus. Em março deste ano peregrinamos pela Índia onde pudemos desfrutar das riquezas que encontramos na segunda cidade mais populosa, Calcutá.



Quem esteve comigo nesta peregrinação foi a querida Augusta Braga. Ela trouxe contribuições valiosas para dividir conosco nesta data especial. Assim também relembramos os momentos mais marcantes desta viagem.


Sacratour Turismo
Sacratour Turismo

"Visitamos várias cidades na Índia, porém quero destacar a cidade de Calcutá, onde Madre Tereza viveu e trabalhou de 1953 a 1997. Ela fundou em Calcutá a congregação das irmãs missionárias da caridade, cujo carisma era servir os mais pobres. Ainda em vida tornou-se conhecida como a santa da sarjeta e considerada a missionária do século XX. Foi reconhecida como Santa pelo Papa Francisco e canonizada em 2016", lembrou Augusta.



Conhecemos também o convento em que Madre Teresa viveu até os últimos dias de sua vida. Augusta ficou surpresa ao visitar o quarto onde viveu a Santa de Calcutá. "Este quarto é de uma simplicidade singular. Tem apenas uma cama com mais ou menos setenta centímetros de largura, uma mesinha e uma cadeira, era tudo que possuía", enfatizou.



Um lugar de paz e revestido de simplicidade foi como Augusta descreveu o convento de Santa Teresa de Calcutá. Ela ensinou tanto reconhecendo a sua pequenez perante o mundo e hoje minha oração é por sua intercessão. Que eu possa ser um pouquinho do que tu és Senhor a exemplo de Santa Teresa de Calcutá, que se colocou à disposição de um povo que nem mesmo partilhava da mesma crença, mas, unidos, realizaram maravilhas em seu nome.


Sacratour Turismo
Sacratour Turismo

Santa Teresa de Calcutá Rogai por nós!

Larissa Calsavara
 
A experiência de conhecer novos lugares e novas culturas é única, por isso, compartilhar cada detalhe de uma viagem, como um diário, é uma boa forma de aproximar as pessoas de uma viagem inesquecível. Foi assim que as irmãs Larissa e Melissa Calsavara encontraram para compartilhar a emoção da peregrinação, e desejam que mais pessoas possam viver essa experiência, e que o peregrino aproveite ao máximo cada momento e caminhe rumo à maior intimidade com Deus e ao fortalecimento de sua fé.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE