Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Nosso bolso

Por: Gustavo Ortlieb
16 jan 2019 às 20:14
Continua depois da publicidade

Se com o cartão de crédito, que não é dinheiro palpável, você já gasta, imagina tendo cédulas dentro da sua carteira? Nem sempre andar com uma grana no bolso e não ter cartão de crédito é sinônimo de estar poupando.
Geralmente quando estamos em um momento de lazer e descontração temos o impulso de gastar mais do que deveríamos e possuir dinheiro em carteira pode ser algo que facilite este impulso. Pense comigo: duas pessoas saem para o shopping, a primeira com uma cédula de R$50, a segunda com os mesmos R$50 trocado em várias cédulas. Pergunta: qual das duas possui a maior chance de chegar em casa com os mesmo R$50? A primeira eu te responderia, já que possui uma nota única, sendo assim mais difícil em comprar objetos de valores pequenos, ou ainda, algo que não precisa realmente, pelo simples fato de uma única nota ter um peso maior do que várias pequenas cédulas. Sempre que possível leve um dinheiro já planejado com um pouquinho a mais para não correr o risco de comprar coisas desnecessárias e gastar mais do que deveria, o mesmo se aplica a cartão de crédito e dinheiro, se tem a opção de deixar o cartão em casa, deixe, tal decisão pode impactar, e muito, no final do mês.
Como já dizia o ditado popular: "de grão em grão a galinha enche o papo!" ou melhor: "De pouco em pouco seu saldo fica no vermelho!".

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

GUSTAVO ORTLIEB é estudante de Ciências Econômicas

Continua depois da publicidade

Fale com o colunista: [email protected]


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade